sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Todos a bordo!

A Diseny divulgou três novos pôsteres de UP: Altas Aventuras, a próxima animação da Pixar a alcançar as salas de cinemas. No filme, Carl Fredricksen passou toda a sua vida sonhando em explorar o planeta e viver um grande aventura. Porém, aos 78 anos de idade, ele tem a certeza de que isso jamais irá acontecer. Até que um dia um escoteiro de 8 anos chamado Russell aparece na sua frente e seu sonho se torna realidade. Logo, a dupla está voando por pelo céu até as florestas da América do Sul a bordo de uma casa presa em bexigas - isso me lembra sempre a história de um certo padre...

A direção da animação está nas mãos de Pete Docter (de Monstros S.A.) e Bob Peterson, desenhista dos dois Toy Story e co-roteirista de Procurando Nemo. O elenco de vozes conta com Ed Asner, Christopher Plummer, John Ratzenberger, Delroy Lindo e Jordan Nagai. UP: Altas Aventuras estreia nos cinemas em 29 de maio.

(shirley paradizo)

Longe do fim...

Esta vai deixar os fãs do bruxo mais famoso do planeta um tanto insatisfeitos. A Warner Bros. anunciou que vai adiar a data de lançamento do último filme da franquia Harry Potter - As Relíquias da Morte: Parte 2 - para 15 de julho de 2011. A primeira parte do filme tem estreia marcada para 19 de novembro de 2010. O estúdio decidiu separar em duas partes o sétimo e último livro da série Harry Potter devido à extensão e complexidade da história.

O último volume da série do bruxo mais famoso da história da literatura infantil e juvenil foi lançado em inglês em 21 de julho de 2007 e fechou a popular série que durou uma década. Lembrando ainda que Enigma do Príncipe chega aos cinemas no dia 17 de julho.

(shirley paradizo)

Carreira solo

O filme estrelado pelo herói das garras ganhou um cartaz (imagem ao lado) novinho em folha e totalmente voltado para o público internacional. Escrito por David Benioff, X-Men - Origens: Wolverine vai contar a história do passado violento e romântico de Wolverine (Hugh Jackman), de seu complexo relacionamento com Dentes de Sabre e do ameaçador programa Arma-X. Em sua jornada, ele encontra muitos mutantes, tanto familiares quanto novos, incluindo aparições surpresas de várias lendas do universo dos X-Men.

O cineasta sul-africano Gavin Hood (de Infância Roubada e vencedor do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro), está na direção do longa. Wolverine tem ação situada antes do primeiro filme da saga dos X-Men e mostra Logan e o programa Arma-X. A previsão de estreia é para o dia 1º de maio de 2009.

(shirley paradizo)

Superman vai à leilão

Um exemplar raro do primeiro quadrinhos em que Super-Homem aparece será leiloado na internet hoje. Considerado por especialistas em objetos colecionáveis o gibi mais valioso do mundo, Action Comics #1 - publicado em 1938 - custou US$ 0,10 na época e atualmente está avaliado em cerca de 126 mil dólares.

"É o Santo Graal dos gibis", disse o especialista em histórias em quadrinhos Stephen Fishler, criador da escala de graduação de dez pontos que hoje é usada para avaliar gibis. "Este é o gibi que deu início a tudo. Antes dele, não existiam super-heróis. Não havia homens voadores. Os gibis nem eram tão populares assim. Foi o evento único mais importante na história das histórias em quadrinhos", acrescentou.

O proprietário do exemplar não foi identificado. Sabe-se apenas que ele teria comprado a revista por US$ 0,35, em 1950, quando tinha 9 anos, e a guardou por 58 anos. "Muitas crianças compravam gibis nos anos 1950, mas quase todas acabavam jogando-os fora", disse Fishler. "Este sujeito compreendeu o valor que tinha e cuidou bem dele. Isso é algo que quase nunca acontece", conta Fishler.

Para os interessados em encarar os altos lances dos colecionadores do mundo todo, o leilão será realizado a partir do dia 27, sexta, no site www.comicconnect.com, e será concluído em 13 de março. Como curiosidade, entre os fãs famosos do Superman estão o comediante Jerry Seinfeld, o jogador de basquete Shaquille O'Neal e o ator Nicolas Cage, que deu a seu filho o nome Kal-el -o nome de batismo do Homem de Aço.

(shirley paradizo)

Estreia: Especial Cocoricó

Neste domingo, a TV Cultura exibe uma edição especial do programa infantil Cocoricó. Em As Férias do Tio Eustáquio, o tal Tio Eustáquio, irmão da vó do Júlio, resolve passar as férias na fazenda. Todos ficam felizes e empolgados com a vinda do visitante, que sempre tem histórias interessantíssas para contar. Bem, todos menos o avô, que morre de ciúmes do jeito que toda turminha do paiol trata o tio.

Cocoricó faz parte da lista de programas de sucesso da TV Cultura. Quando estreou, em 1996, a atração ganhou o Prêmio APCA de melhor programa infanto-juvenil. Em 2003, recebeu o prêmio Prix Jeunesse Ibero-americano do Chile. Ambientado numa fazenda, a atração discute situações do mundo real, introduzindo conceitos de convivência e noções de matérias escolares. Tudo de forma divertida e atraente às crianças em fase pré-escolar.

O boneco Júlio nasceu em 1989 pelas mãos de Fernando Gomes para um especial de Natal chamado Um Banho de Aventura, dirigido por Bia Rosemberg. Logo, ele ganhou um espaço no quadro Senta que Lá Vem História, do primeiro Rá Tim Bum. Desde então, o personagem nunca mais ficou fora da telinha e até recebeu um programa só seu, o Cocoricó.

A primeira temporada da atração apresentava desenhos animados comprados no exterior. A partir de 2002, Fernando Gomes assumiu também a direção do programa, que passou a ter apenas histórias protagonizadas pela própria turma da fazenda. Em 2008, Cocoricó entrou em uma nova fase, com Júlio e seus amigos sendo apresentados ao mundo moderno quando o primo João chega à fazenda. O garoto da cidade apresenta a Júlio e aos animais da fazenda como as galinhas Lilica, Zazá e Lola, o cavalo Alípio, a vaca Mimosa e o porquinho Astolfo o universo da tecnologia, como laptop, game, celular e outros.

Exibição: dia 1, domingo, 11h, TV Cultura

Indicação: crianças em idade pré-escolar

(shirley paradizo)

Estreia: Os Reciclados

Como era de se esperar, o canal Rá Tim Bum adere aos programas ecológicos para ensinar as crianças - e também aos adultos - a importância de presevar a natureza. Em Os Reciclados, um grupo de amigos super-heróis tem como missão conscientizar a população que, com ações simples como a reciclagem, podem preservar os recursos naturais e cuidar melhor do planeta. Esta “liga da justiça” terá que combater o supervilão “Lixão” e seus comparsas, que só pensam em aumentar a quantidade de lixo e os problemas ambientais do mundo.

Exibição: dia 2, segunda a sexta, 8h10, 15h05 e 19h20, TV Rá Tim Bum

Indicação: a partir de 7 anos

(shirley paradizo)

Da minha coleção...

Este vídeo foi uma dica da amiga jornalista e escritora Silvana Tavano, do Diários da Bicicleta. Em suas palavras: "Escatologia mais do que permitida para menores de idade. Encontrei a animação Da Pequena Toupeira que Queria Saber Quem Tinha Feito Cocô na Cabeça Dela no ótimo Literatura Infantil y Juvenil Actual. Fiel ao livro (de Werner Holzwarth, editado aqui pela Cia das Letrinhas), o curta narra a divertida investigação da toupeirinha, disposta a achar o culpado e se vingar na mesma moeda".

(shirley paradizo)

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

Na terra da fantasia

Um dos maiores clássicos infantis da década de 1980 vai ganhar uma refilmagem. A produtora de Leonardo DiCaprio, Appian Way, está negociando com a produtora Kennedy/Marshall Co. e a Warner Brothers para repaginar o longa A História Sem Fim, que na época foi dirigido pelo alemão Wolfgang Petersen (de O Barco e Mar em Fúria) e estrelando Barret Oliver.

Inspirado no romance alemão homônimo de Michael Ende, acompanha a jornada do garoto Bastian Balthazar Bux que, ao pegar emprestado um misterioso livro, é transportado para um mundo paralelo chamado reino da Fantasia - um lugar onde todos os sonhos dos humanos se unem. Lá, ele depara com um enorme cachorro que voa, um caracol de corrida, um morcego planador, um dragão da sorte, elfos, uma Imperatriz Menina, o valente guerreiro Atreyu e uma pedra ambulante chamada Come-Pedra.

O filme original ganhou duas sequências, em 1990 e 1996, que não serão utilizadas neste remake. Porém, ainda é cedo para afirmar qualquer informação sobre o longa, já que ainda não foram contratados roteiristas nem mesmo o diretor. Petersen não retorna à direção e a Warner atualmente está à procura de um cineasta para o projeto, que deve começar a ser produzido no final deste ano.

(shirley paradizo)

Estreia adiada

A data de lançamento do longa-metragem inspirado nos quadrinhos do herói Thor foi alterada pela Marvel Entertainment. O filme, que estava previsto para chegar aos cinemas em 4 de julho de 2010, agora só vai estrear em 16 de junho de 2010. Thor faz parte das produções que a Marvel pretende lançar antes de The Avengers, que juntará os principais heróis das HQs nas telonas. Louis Leterrier (de O Incrível Hulk) irá comandar a aventura e Jon Favreau (de Homem de Ferro) será o produtor executivo.

Filho de Odin e de Gaia, a deusa da Terra, Thor é o príncipe entre os deuses. Ele acaba sendo banido de seu mundo e se torna um Deus nórdico do trovão, vivendo na Terra entre os mortais.

(shirley paradizo)

Reforço no elenco

O ator Bronson Pelletier, conhecido como o Jack Sinclair da série Renegadepress, é mais novo nome no elenco de Lua Nova, segundo filme inspirada na saga literária Crepúsculo de Stephenie Meyer. O papel de Pelletier ainda não foi divulgado. Na trama, Edward Cullen (Robert Pattinson, de Harry Potter e o Cálice de Fogo) deixa Bella Swan (Kristen Stewart, de Na Natureza Selvagem) para protegê-la de outros vampiros. A jovem espanta a tristeza da perda se aproximando ainda mais do amigo Jacob (Taylor Lautner, de Doze é Demais 2), que também esconde um segredo envolvendo mitos. Logo, Bella se vê no meio de uma disputa entre sanguessugas e outros seres que vivem em Forks.

Lua Nova, dirigido por Chris Weitz (de A Bússola de Ouro) tem estreia prevista para o dia 20 de novembro aos cinemas brasileiros.

(shirley paradizo)

Seu filho vê: Meu Amigo de Escola É um Macaco

Imagine estudar em uma escola na qual, além da lições e dos professores, seria preciso enfrentar animais ferozes e sobreviver de acordo com a lei da selva? É em uma escola assim que estuda Adão Leão, um garoto de 12 anos, que, por causa de seu nome nada comum, foi acidentalemnte em uma escola para bichos. Em Meu Amigo de Escola É um Macaco, Adão convive diariamente com os filhotes dos animais do Zoológico e do aquário da cidade que, como ele, frequentam a Escola Charles Darwin.

Adão é o único garoto humano do lugar e sofre diariamente as conseqüências por ser diferente. Apesar dos cartazes com os dizeres “Não coma os outros alunos” espalhados por todo os cantos do colégio, o menino é o que mais tem dificuldade em chegar vivo ao final do dia. Afinal, quando o assunto é força e rapidez, ele é um verdadeiro fracasso. Por isso, nunca se dá bem nas aulas de educação física e é importunado pelos "valentões" da escola.

Para enfrentar ajudá-lo em situações extremas, ele conta com a ajuda de seu melhor amigo Jake, um macaco-aranha brincalhão que não dá a mínima para o fato de Adão ser gente. Juntos, eles aprontam poucas e boas, deixando o diretor Sapão de cabelos em pé.

No ar desde 2006, o desenho tem humor afiado e pequenas lições de vida a cada episódio, como respeitar os amigos, ter responsabilidade e trabalhar em equipe.

Exibição: domingos, 8h, Cartoon Network

Indicação: a partir de 7 anos

(shirley paradizo)

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Um urso no cinema

O simpático urso que adora roubar cestas de piqueniques vai mesmo aparecer nas telonas. De acordo com o The Hollywood Reporter, o diretor Eric Brevig (de Viagem ao Centro da Terra) irá comandar uma versão tridimensional do desenho Zé Colmeia (agora sem acento?). O roteiro está sendo escrito por Joshua Sternin e Jeffrey Ventimilia, produtores executivos da série De Volta aos Anos 70?. Ao que tudo indica, o filme deve ser uma combinação de live action e computação gráfica, como visto em Alvin e os Esquilos.

Criado por Hanna-Barbera em 1958, o desenho protagonizado pelo urso Zé Colméia (do original Yogi Bear) vive no parque fictício de Jellystone ao lado de seu inseparável amigo Catatau. Sua maior distração é planejar roubos das cestas de piqueniques dos turistas desavisados que visitam o parque. A tarefa, porém, não é tão fácil. Um guarda florestal faz o que pode para impedir as estrepolias do esperto urso. Apesar de preencher seu tempo com inúmeras confusões, correria e desgustação de lanches, ele ainda arruma tempo para marcar encontros com a namorada Cindy.

(shirley paradizo)

Direto da pré-história

A versão para as telonas da cultuada série de televisão dos anos 1970, O Elo Perdido, ganhou o seu primeiro vídeo. Nele, o protagonista Will Ferrell se às voltas com um mosquito histórico. A história acompanha um fracassado cientista (Ferrell) que embarca em uma expedição à uma terra perdida que ele acredita ser habitada por monstros e estranhas civilizações para provar sua teoria sobre um elo perdido.

Transmitida brevemente de 1974 a 1977 nos Estados Unidos, a série marcou época por colocar uma tradicional família americana na pré-história. Com direção de Brad Silberling (de Desventuras em Série), O Elo Perdido tem previsão de estreia no dia 5 de junho nos Estados Unidos e 28 de agosto no Brasil. Confira abaixo o vídeo.



(shirley paradizo)

Mais uma do ogro verde

Não se sabe como nem de onde, mas está rodando na internet uma possível sinopse de Shrek Goes Fourth, a quarta aventura protagonizada pelo ogro verde que bateu recordes de bilheteria ao redor do mundo. Confira abaixo.

Depois de desafiar um terrível dragão, resgatar uma linda princesa e salvar o reino de seus sogros, o que um ogro poderia fazer? Bem, Shrek agora é um domesticado pai de família. Em vez de assustar aldeões como costumava fazer, um relutante Shrek agora vive apenas dando autógrafos. O que aconteceu com o velho rugido do ogro? Sentindo falta dos dias em que se sentia como um “ogro de verdade”, ele acaba assinando um pacto com o falante Rumplestiltskin. De repente, Shrek se encontra em uma estranha versão alternativa de Tão Tão Distante, onde ogros são caçados, Rumplestiltskin é o rei e Shrek e Fiona nunca chegaram a se encontrar. Agora, Shrek precisa desfazer tudo isso para salvar seus amigos, restaurar seu mundo e ter de volta o seu Verdadeiro Amor.


O astro Tom Cruise é o favorito para dublar o vilão no filme que tem direção de Mike Mitchell (de Gigolô por Acidente, Sobrevivendo ao Natal e Superescola de Heróis).

Shrek Goes Fourth tem estreia prevista para 21 de maio de 2010 nos cinemas americanos.

(shirley paradizo)

terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

Humanos, os vilões da história

Após a destruição da Terra, os últimos sobreviventes da humanidade partem em busca de um novo mundo para habitar. O planeta escolhido chama-se nada mais que .... Terra (o nome "Terra" é usado no original em inglês) e possui uma população de alienígenas pacíficos e primitivos, que se encontram à beira da extinção.

A animação em CG1 Battle for Terra, na qual a humanidade é colocada como a vilão da história, ganhou seu primeiro trailer. Produzida pela Lionsgate e dirigido por Aristomenis Tsirba, o animado conta com vozes de Brain Cox (de Meu Monstro de Estimação), Luke Wilson (de Os Indomáveis), Dennis Quaid (de Ponto de Vista), Evan Rachel Woods (de O Lutador) e Rosanna Arquette (de Viciado em Sexo).

Battle for Terra tem previsão de estreia nos EUA para 1º de maio. No Brasil, ainda não há uma data definida. Confira o trailer abaixo.




(shirley paradizo)

Festança à vista

A esponja-do-mar mais amada do planeta completa 10 anos de existência em julho. A festança de aniversário do Bob Esponja já começaram no Nickelodeon por meio de ações e novidades ao redor do desenho. “Bob Esponja vem provando ao longo dos anos que é uma das melhores séries de animação já criadas, que encanta crianças e adultos em todos os lugares do mundo”, afirma Jimmy Leroy, vice-presidente de criação da Nickelodeon América Latina. “Ele é uma unanimidade que merece toda a atenção nessa data tão importante. Vamos homenageá-lo ao longo de todo o ano”, diz ele.

Segundo Carolina Vianna, diretora de marketing do canal, o aniversário do Bob Esponja vai incluir todos os meses uma programação dedicada ao personagem, com temporada inédita e três episódios especiais - mais longos e cheios de supresas. Já em julho será exibida uma maratona de 110 episódios do melhor das temporadas anteriores, com 10 episódios inéditos. O tamanho da festa tem relação direta com o fascínio e o sucesso que o personagem tem tanto no Brasil como resto do mundo. Bob Esponja é distribuido para mais de 170 países, em 25 idiomas diferentes. De acordo com o instituto de pesquisas Kiddos Latin America, 96% das crianças brasileiras conhecem o personagem e 83% afirmam que ele é um de seus personagens favoritos.

A comemoração também vai invadir a Internet. Será criado um minisite dedicado ao personagem dentro do endereço oficial da Nickelodeon (www.mundonick.com.br), com novos games, wallpapers, screensavers e ringtones para download. Além disso, em março, Bob e seus amigos participam de uma maratona de 25 dias, com 25 episódios. Cada semana vai prestar uma homenagem a um personagem da Fenda do Bikini.

Plankton (de 2 a 6 de março, 19h) - episódios nos quais Plankton é a estrela! Ele é um pequeno crustáceo verde que vive atormentando o Sr. Sirigueijo. Dono de um restaurante falido chamado Balde de Lixo, localizado exatamente na frente do Siri Cascudo, seu maior objetivo é roubar a receita secreta do hambúrguer de siri e tirar o Sr. Sirigueijo dos negócios.

Sr. Sirigueijo (de 9 a 13 de março, 19h) - capítulos dedicados ao patrão do Bob Esponja, o dono do restaurante Siri Cascudo que adora dinheiro acima de tudo. Porém, o que ele mais gosta é ver seu funcionário preferido trabalhar horas a mais sem gastar nenhum centavo.

Patrick (de 16 a 20 de março, 19h) - uma semana ao lado do melhor amigo do Bob Esponja – Patrick, a estrela do mar que mora embaixo de uma pedra. Apesar de ser um tanto quanto esquecido, ele está sempre pronto para ajudar seus amigos e acaba encontrando uma saída para tirar Bob Esponja de suas encrencas.

Sandy Bochechas (de 23 a 27 de março, 19h) - Sandy é um esquilo que veio do Texas direto para o fundo do mar. Ela mora dentro de uma redoma de vidro e passeia pela Fenda do Bikini dentro de uma roupa de mergulhador. Nessa semana, os episódios serão todos dedicados a ela.

Lula Molusco (de 30 de março a 3 de abril, 19h) - Molusco é um reclamão de primeira que, apesar do mau humor, é adorado pelo Bob. Os episódios da semana serão dedicados a esse personagem que, apesar de ser muito egoísta, sempre acaba se rendendo ao charme do seu vizinho amarelo.

Bob Esponja Calça Quadrada foi criado pelo produtor executivo Stephen Hillenburg, que já trabalhou como escritor, diretor e diretor criativo na série animada A Vida Moderna de Rocko. A idéia de transformar uma esponja-do-mar em um herói de um desenho foi do próprio Hillenburg, surfista e biólogo marinho, que sempre teve o desejo de criar um personagem inocente, positivo e criativo. Paul Tibbitt, que foi diretor e escritor da animação durante as três primeiras temporadas e atualmente é o produtor executivo, roteirizou alguns dos mais memoráveis episódios do programa como Ripped Pants e Mermaid Man & Barnacle Boy.

(shirley paradizo)

Estante: Os Segredos dos Cincos Furiosos

O desajeitado e guloso Po da animação inidcada ao Oscar Kung Fu Panda está de volta em nova aventura em Os Segredos do Cinco Furiosos (R$ 19, 90, Paramount). Desta vez, o enorme panda tem de encarar uma tarefa desanamidora e que lembra muito a série de animação Yin Yang Yo, exbida no canal Jetix: ensinar Kung Fu para um ávido grupo de coelhinhos do Vale da Paz, contando a eles como os Cinco Furiosos se tornaram os heróis nessa luta. Dirigido por Raman Rui, parte do aniamdo é feito com animação tradicional, mesma arte apresentada nos créditos de abertura do longa original.

A nova aventura, com aproximadamente 100 minutos de duração, vem acompanhada dos mesmos extras que estão presentes no disco dois do DVD duplo de Kung Fu Panda, lançado em novembro do ano passado. Em relação ao elenco de vozes, manteve-se praticamente o mesmo da versão original, com Jack Black (Po), Dustin Hoffman (Shifu), Will Shadley (Nerdy Bunny), Eamon Pirruccello (Bunny impaciente), Grace Rolek (Shy Bunny), Max Koch (Mantis), Tom Owens (Ladybug) e Carol Kane (Sheep). Vale ter na estante.

Extras: Menu interativo; Seleção de cenas; Seja um mestre do Kung Fu; Terra dos Pandas; Brincadeiras com o Po; Kung Fu ao redor do mundo; Jogos, atividades em DVD-Rom.

(shirley paradizo)

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

Jetsons no cinema

Depois de anos de rumores e boatos, parece que a versão em live-action de Os Jetsons finalmente vai ser produzida. De acordo com o site Ain’t It Cool News, Robert Rodriguez (de Sin City) confirmou que vai dirigir o longa-metragem baseado no clássico desenho animado da Hanna-Barbera. O cineasta revelou que, recentemente, fez alguns testes para o filme e que ficou bem satisfeito com o resultado. Agora é só aguardar por mais informações e torcer para que o projeto não fique apenas no papel.

Criada pelos estúdios Hanna-Barbera em 1962, a série animada Os Jetsons fez sucesso na época ao levar ao imaginário das pessoas o que poderia ser o futuro da humanidade: carros voadores, home-theather, cidades flutuantes, celular e até andróides. A animação acompanha a família Jetson, que tem como patriarca o adorável George, um sujeito esforçado, trabalhador e para lá de atraplhado. Casado com Jane, uma dona de casa que está sempre à procura de um novo visual, George adora passar o tempo com sua família ao lado dos filhos, o jovem Elroy e a adolescente Juddy.

Junto com a família estão ainda o cachorro Astro, que não é muito esperto, mas que fala e vive demonstrando seu amor por George toda vez que este chega em casa; e Rosie, a empregada doméstica robô, que é um modelo já fora de linha, mas os Jetsons a adoram. Todos vivem em um arranha-céu futurista, no século XXI.

Em sua primeira fase, o desenho teve apenas uma temporada, sendo cancelado em 1963. Duas décadas mais tarde, a animação foi relançada e exibida de 1984 a 1987. Nesta segunda safra, junta-se à trupe o estranho personagem Orbitty, uma criatura peluda com molas no lugar de pernas.

(shirley paradizo)

E o Oscar foi para...

Como era de se esperar, o longa animado Wall-E (Pixar/Disney) venceu o Oscar de melhor animação na 81a. cerimônia do prêmio, que aconteceu ontem à noite. O robozinho desbancou seus concorrentes Bolt: Supercão (Disney) e Kung Fu Panda (DreamWorks) mas não conseguiu levar para casa as estatuetas de roteiro e trilha sonora. Na categoria curta-metragem de animação, o ganhador foi a animação japonesa La Maison en Petits Cubes, do diretor Kunio Kato. Já o documentário animado Valsa com Bashir, do israelense Ari Folman, que concorria em melhor filme estrangeiro, ficou sem o prêmio. Confira abaixo a lista compelta dos indicados e, em vermelho, os vencedores.

Melhor filme
O Curioso Caso de Benjamin Button
Frost/Nixon
Milk - A Voz da Liberdade
O Leitor
Quem Quer Ser um Milionário?

Melhor ator
Richard Jenkis (The Vistor)
Frank Langella (Frost/Nixon)
Sean Penn (Milk - A Voz da Liberdade)
Brad Pitt (O Curioso Caso de Benjamin Button)
Mickey Rourke (O Lutador)

Melhor atriz
Anne Hathaway (O Casamento de Rachel)
Angelina Jolie (A Troca)
Melissa Leo (O Rio Congelado)
Meryl Streep (Dúvida)
Kate Winslet (O Leitor)

Melhor diretor
Danny Boyle (Quem Quer Ser um Milionário?)
Stephen Daldry (O Leitor)
David Fincher (O Curioso Caso de Benjamin Button)
Ron Howard (Frost/Nixon)
Gus Van Sant (Milk - A Voz da Liberdade)

Melhor filme em língua estrangeira
Der Baader Meinhof Komplex, de Uli Edel (Alemanha)
Valsa com Bashir, de Ari Folman (Israel)
The Class, Laurent Cantet (França)
Departures, Yojiro Takita (Japão)
Revanche, de Gotz Spielmann (Áustria)

Melhor canção original
Down to Earth”, de Peter Gabriel and Thomas Newman (Wall-E)
Jai Ho, de A.R. Rahman (Quem Quer Ser um Milionário?)
O Saya, de A.R. Rahman e Maya Arulpragasam (Quem Quer Ser um Milionário?)

Melhor trilha sonora original
Alexandre Desplat (O Curioso Caso de Benjamin Button)
James Newton Howard (Defiance)
A. R. Rahman (Quem Quer Ser um Milionário?)
Danny Elfman (Milk)
Thomas Newman (Wall-E)

Melhor edição
O Curioso Caso de Benjamin Button (Kirk Baxter e Angus Wall)
Batman - O Cavaleiro das Trevas (Lee Smith)
Frost/Nixon (Mike Hill and e Hanley)
Milk - A Voz da Liberdade (Elliot Graham)
Quem Quer Ser um Milionário? (Chris Dickens)

Melhor mixagem de som
O Curioso Caso de Benjamin Button (David Parker, Michael Semanick, Ren Klyce e Mark Weingarten)
Batman - O Cavaleiro das Trevas (Lora Hirschberg, Gary Rizzo e Ed Novick)
Quem Quer Ser um Milionário? (Ian Tapp, Richard Pryke e Resul Pookutty)
Wall-E (Tom Myers, Michael Semanick e Ben Burtt)
Procurado (Chris Jenkins, Frank A. Montaño e Petr Forejt)

Melhor edição de som
Batman - O Cavaleiro das Trevas (Richard King)
Homem de Ferro (Frank Eulner e Christopher Boyes)
Quem Quer Ser um Milionário? (Tom Sayers)
Wall-E (Ben Burtt e Matthew Wood)
Procurado (Wylie Stateman)

Melhores efeitos especiais
O Curioso Caso de Benjamin Button (Eric Barba, Steve Preeg, Burt Dalton e Craig Barron)
Batman - O Cavaleiro das Trevas, (Nick Davis, Chris Corbould, Tim Webber e Paul Franklin
Homem de Ferro (John Nelson, Ben Snow, Dan Sudick e Shane Mahan)

Melhor documentário em curta-metragem
The Conscience of Nhem En
The Final Inch
Smile Pinki
The Witness - From the Balcony of Room 306

Melhor documentário
The Betrayal (Nerakhoon), de Ellen Kuras e Thavisouk Phrasavath
Encounters at the End of the World, de Werner Herzog e Henry Kaiser
The Garden, de Scott Hamilton Kennedy
Man on Wire, de James Marsh e Simon Chinn
Trouble the Water de Tia Lessin e Carl Deal

Melhor ator coadjuvante
Robert Downey Jr. (Trovão Tropical)
Philip Seymour Hoffman (Dúvida)
Heath Ledger (Batman - O Cavaleiro das Trevas)
Josh Brolin (Milk - A Voz da Liberdade)
Michael Shannon (Foi Apenas um Sonho)

Melhor curta-metragem
Auf der Strecke (On the Line)
Manon on the Asphalt
New Boy
The Pig
Spielzeugland (Toyland)

Melhor fotografia
A Troca (Tom Stern)
O Curioso Caso de Benjamin Button (Claudio Miranda)
Batman - O Cavaleiro das Trevas (Wally Pfister)
O Leitor (Chris Menges and Roger Deakins)
Quem Quer Ser um Milionário? (Anthony Dod Mantle)

Melhor figurino
Austrália (Catherine Martin)
O Curioso Caso de Benjamin Button (Jacqueline West)
A Duquesa (Michael O'Connor)
Milk - A Voz da Liberdade (Danny Glicker)
Foi Apenas um Sonho (Albert Wolsky)

Melhor maquiagem
O Curioso Caso de Benjamin Button (Greg Cannom)
Batman - O Cavaleiro das Trevas (John Caglione, Jr. e Conor O'Sullivan)
Hellboy II - O Exército Dourado (Mike Elizalde e Thom Floutz)

Melhor direção de arte
A Troca
O Curioso Caso de Benjamin Button
Batman - O Cavaleiro das Trevas
A Duquesa
Foi Apenas um Sonho

Melhor curta de animação
La Maison en Petits Cubes, de Kunio Kato
Lavatory - Lovestory, de Konstantin Bronzit
Oktapodi, de Emud Mokhberi e Thierry Marchand
Presto, de Doug Sweetland
This Way Up, de Alan Smith e Adam Foulkes

Melhor animação
Bolt - Supercão
Kung Fu Panda
Wall-E

Melhor roteiro adaptado
O Curioso Caso de Benjamin Button
Dúvida
Frost/Nixon
O Leitor
Quem Quer Ser um Milionário?

Melhor roteiro original
Rio Congelado
Happy-go-Lucky
Na Mira do Chefe
Milk - A Voz da Liberdade
Wall-E

Melhor atriz coadjuvante
Amy Adams (Dúvida)
Penélope Cruz (Vicky Cristina Barcelona)
Viola Davis (Dúvida)
Taraji P. Henson (O Curioso Caso de Benjamin Button)
Marisa Tomei (O Lutador)

(shirley paradizo)

sábado, 21 de fevereiro de 2009

Animação pode ganhar filme estrangeiro

O filme antiguerra Valsa com Bashir pode dar a Israel seu primeiro Oscar no dia 22, domingo, contrariando as tendências históricas da Academia na categoria de filme em língua estrangeira que, até hoje, evitou premiar animações ou documentários. Alguns observadores do Oscar dizem que a combinação inovadora de cenas animadas e documentário do filme de não-ficção ajuda, e não prejudica, suas chances de conquistar um dos prêmios mais importantes do cinema mundial, que será entregue em Hollywood no domingo.

O diretor Ari Folman gravou conversas com israelenses reais que lutaram na invasão israelense do Líbano em 1982 e retratou em animação os acontecimentos trágicos e violentos descritos nas fitas de áudio. "De certo modo, é surpreendente que o filme seja visto como tendo boas chances de ganhar, devido ao tema incrivelmente áspero", disse Johanna Blakely, especialista em cinema do Centro Norman Lear da Universidade do Sul da Califórnia. "Mas acho que a razão principal de sua ascensão é seu estilo, por usar animação para fazer um documentário", disse ela. "Por alguma razão, essa combinação híbrida acabou favorecendo o filme."

Distribuição limitada
Valsa com Bashir recebeu um Globo de Ouro e foi considerado o melhor filme de 2008 pela Sociedade Nacional de Críticos de Cinema dos Estados Unidos. Se o animado receber o Oscar, será o primeiro filme israelense, o primeiro documentário e o primeiro trabalho de animação a conseguir uma estatueta de melhor filme em língua estrangeira.

O desenho teve distribuição limitada nos cinemas norte-americanos, como também é o caso do candidato francês Entre os Muros da Escola, vencedor da Palma de Ouro em Cannes e visto como o segundo mais provável oscarizável na cateogria. Filme naturalista ao extremo, Entre os Muros acompanha os esforços de um professor para educar adolescentes imigrantes.

O poético filme japonês Okuribito, sobre um violoncelista desempregado que vai trabalhar preparando cadáveres para serem enterrados, pode surpreender, segundo especialistas. Os outros candidatos são o alemão The Baader Meinhof Complex, sobre radicais de esquerda dos anos 1970, e o thriller austríaco Revanche, sobre um crime e suas consequências.

No ano passado, o drama austríaco sobre o Holocausto Os Falsários recebeu o Oscar de melhor filme em língua estrangeira, tendo sido lançado nos EUA apenas dois dias antes do Oscar e rendido 5,5 milhões de dólares nas bilheterias norte-americanas e canadenses.

Já na categoria melhor animação, a grande aposta vai para o robozinho ecológico de Wall-e, da Pixar/Disney. A 81a. cerimônia do Oscar será exibida no dia 22, domingo, a partir das 21h, no canal TNT.

(shirley paradizo)

* fonte: portal G1

Jetix muda de nome e identidade

Desde o dia 17 deste mês, segunda, a Disney apresentou uma grande novidade no canal Jetix, que passou a se chamar Disney XD (X-treme Digital). A mudança aconteceu apenas nos Estados Unidos, mas de acordo com a assessoria de imprensa da Disney do Brasil, o novo canal deve chegar em breve em toda a América Latina. O canal ganha uma nova grade de programação, voltada mais para os garotos e terá novos programas e seriados. A ideia é brigar por uma melhor posição entre os mais assistidos.

Par isso, a Disney recheou a programação com Aaron Stone, Mongoose & Luther, Hero and No, RoboDz (anime produzido em conjunto com a Toei Animation), Phineas e Ferb, Batman: The Animated Series, Superman: The Animated Series, Spider-Man, Iron Man, Jake Long: Dragão Ocidental, A Nova Escola do Imperador, Mano a Mana, Phil do Futuro, Os Substitutos, Zack & Cody: Gêmeos em Ação e muitos outros. Para mais informações confira o site oficial do canal.

(shirley paradizo)

* fonte: blog planeta disney

Heróis contra o crime

A pedido do Cartoon Network, a Marvel Entertainment está preparando uma nova série animada com alguns de seus heróis mais famosos. De acordo com a revista especializada Variety, serão 26 episódios protagonizados pela turma de Marvel Super Hero Squad, na qual Capitão América, Surfista Prateado, Hulk, Wolverine e Homem de Ferro se unem para combater o crime. O elenco original inclui as vozes de Tom Kenny (de Bob Esponja), Steve Blum (de Wolverine e os X-Men) e Grey DeLisle (de Os Padrinhos Mágicos). A produção executiva é de Alan Fine, Simon Phillips e Eric S. Rollman.

Marvel Super Hero Squad deve estrear ainda este ano nos EUA. No Brasil, ainda não há informações sobre o lançamento.

(shirley paradizo)

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Jedis ainda mais animados

O Cartoon Network americano anunciou que já está sendo produzida uma segunda temporada de Star Wars: The Clone Wars, milionária série de animação 3D inspirada no universo Guerra nas Estrelas. Ambientado entre os Episódios II e III da saga criada por George Lucas, o primeiro ano da série - exibido atualmente no Cartoon - conta com 22 episódios e acompanha os Cavaleiros Jedis em sua luta contra o lado negro da força.

Com suas tropas cada vez menores, os heróis tentam manter a liberdade e restaurar a paz na galáxia, usando seus clones desenvolvidos geneticamente no combate contra um exército de dróides que parece não ter fim. Em centenas de planetas, os Jedi e os terríveis Separatistas se enfrentam pelo futuro do universo.

Esse terrível embate vai crescendo à medida que os heróis são atraídos para o centro da guerra, enquanto o maléfico Conde Dookan, sua assassina Asajj Ventress, o mestre de ambos, Darth Sidious, o General Grievous e uma galeria de vilões nunca vistos antes tramam para derrotá-los.

(shirley paradizo)

Menino robô em novas imagens

Foram divulgadas novas imagens de Astro Boy, a nova animação da Warner Bros. Ambientado na cidade furística Metro City, a trama acompanha as aventuras e desventuras de um jovem robô com poderes incrívies. Astro Boy foi criado por cientista com a finalidade de substituir seu filho que morreu. Apesar das inúmeras tentativas, ele não consegue atender às expectativas do pai e embarca em uma jornada em busca de aceitação, deparando em um submundo povoado por robôs gladiadores.

O personagem foi inspirado em mangá criado pelo mestre Osamu Tezuka, no início dos anos de 1950. O jovem herói também protagonizou três séries animadas para a TV, além de ser uma das criações licenciadas mais importante no meio publicitário.

O time de dubladores conta com Kristen Bell (da série Heroes), Nicolas Cage (de Motoqueiro Fantasma) e Donald Sutherland (de Pergunte ao Pó).

Astro Boy tem estreia prevista para 25 de dezembro no Brasil. Confira as imagens abaixo.


(shirley paradizo)

Da minha coleção...



Vencedor do Oscar 2004 na categoria Melhor Curta de Animação, Harvie Krumpet foi escrito e dirigido por Adam Elliot e conta a história de um homem azarado que tenta compensar sua má sorte com momentos ocasionais de alegria. Com 22 minutos de duração, o curta canadense conta com vozes dos atores Geoffrey Rush e Julie Forsyth.

(shirley paradizo)

Cinema: Um Hotel Bom pra Cachorro

As férias podem ter acabado, mas quem disse que fora deste período tão mágico a criançada não pode ir ao cinema? Apostando nisso, Um Hotel Bom pra Cachorro chega aos cinemas de olho nos espectadores mais novos, incapazes de manter-se frios frente ao desfile de cachorros simpáticos, emocionantes dilemas e aventuras nas quais os protagonistas do longa têm de enfrentar para salvar cães abandonados e o próprio núcleo familiar que tentam manter.

Estreia do premiado curta-metragista Thor Freudenthal na direção de um longa, Um Hotel Bom pra Cachorro acompanha os irmãos Andi (Emma Roberts, sobrinha de Julia Roberts) e Bruce (Jake T. Austin), de 16 e 11 anos, respectivamente. Órfãos depois da morte dos pais, não conseguem achar tutores capazes de criá-los, apesar dos esforços do assistente social Bernie (Don Cheadle). Há dois meses morando na casa dos roqueiros Carl (Kevin Dillon) e Lois (Lisa Kudrow), os irmãos ainda estão bastante infelizes, não somente porque seus novos tutores ficam ensaiando suas músicas ruins e não são muito legais com a dupla, mas principalmente porque têm de cuidar escondidos do simpático cão Sexta-Feira, com quem viviam quando os pais eram vivos.

Quando o esperto cãozinho dos irmãos encontra um hotel abandonado onde vivem outros dois cachorros abandonados, começa uma verdadeira aventura dos irmãos, que recebem a ajuda de Dave (Johnny Simmons), Heather (Kyla Pratt), funcionários de um pet shop, e o vizinho Mark (Troy Gentile) para salvarem os cães abandonados da cidade dos implacáveis agentes do canil municipal. Juntas, as crianças, criam criativos apetrechos para darem conta do cuidado de dezenas de cachorros.

Um Hotel Bom pra Cachorro tem personagens desenvolvidos de forma simples. Os vilões são bem definidos, bem como os personagens bonzinhos, o que chega a irritar, em alguns momentos, por conta dessa visão simplista que a produção apresenta. É preciso ser assim para que o público infantil compreenda? De forma alguma e é esse o maior erro da aventura. Ela tem cara de filme infantil dos anos 90 e pode ser que, por isso, não encontre tão facilmente o público ao qual é destinado, mas ainda é capaz de dialogar com os mais jovens.

Os animais são muito bem adestrados e (ainda bem!) nenhum deles fala. Os protagonistas têm carisma suficiente para conquistar a simpatia do espectador. A causa que defendem, então, nem se fale, embora saibamos que nos canis municipais de verdade os cães disponíveis para adoção não são de raça como os do filme. Mas é mero detalhe estético.

De qualquer forma, a ideia que Hotel Bom pra Cachorro defende, relacionada aos benefícios de se adotar um cão – bem como o paralelo que faz com a dificuldade de se obter uma família, sendo cachorro ou criança, como o caso dos protagonistas -, cai bem, especialmente se a idéia é educar os pequenos espectadores. Embora tenha um final surreal, quase fantasioso, o longa é divertido e simpático o suficiente para conquistar os pequenos espectadores. No entanto, não espere muito mais do que isso.

Exibição: dia 20, sexta, nos cinemas de todo o Brasil

Classificação: livre

(angélica bito)

* A amiga jornalista Angélica Bito - de quem aprecio muito o trabalho - escreve para o site CineClick (um endereço bacana que traz críticas e informações sobre o universo cinematográfico)

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Sem apresentação!

O britânico Peter Gabriel, um dos candidatos ao Oscar de Melhor Canção, anunciou que não se vai se apresentar na cerimônia, devido ao pouco tempo concedido à sua atuação. Isso quer dizer, que o cantor não irá interpretar a múscia Down to Earth, escrita por ele mesmo e por Thomas Newman. A canção faz parte da trilha sonora do animado Wall-E e já ganhou o Grammy na categoria. "Apesar de ter apenas três [canções] indicadas, só foram oferecidos entre 60 e 65 segundos para cada uma, e não acho que seja tempo suficiente para fazer justiça à canção. Por isso, decidi me retirar da apresentação", destacou o ex-integrante do grupo Genesis em um vídeo publicado em seu web.

Na sua opinião, os compositores são "uma pequena parte do processo de realização de um filme, mas também trabalham duro". "Esse é meu pequeno protesto", acrescentou Gabriel, cuja canção concorre com Jai Ho e O Saya, da trilha de Quem Quer Ser um Milionário? A 81ª edição do Oscar ocorre no dia 22 de fevereiro e será exibido no Brasil pelo canal TNT, a partir das 21h.

(shirley paradizo)

* fonte: portal G1

Homenagem especial

O blog Cartoon Brew revelou uma imagem de Coraline e o Mundo Secreto na qual aparece o artista Joe Ranft, morto em um acidente de carro em 2005. Ranft trabalhou como argumentista em diversas animações da Disney (como O Rei Leão), da Pixar (como Carros) e ao lado do diretor Henry Selick em O Estranho Mundo de Jack e James e o Pêssego Gigante. Em Coraline e o Mundo Secreto Joe "interpreta" um dos ajudantes de mudança da família da protagonista para a casa nova. Leia mais sobre o animado, que está em cartaz nos cinemas brasileiros, aqui.

(shirley paradizo)

Alquimistas em nova aventura

O site Anime, Mangá e TV divulgou um vídeo de 15 segundos sobre a novo animê Fullmetal Alchemist 2. Diferente do primeiro desenho, a nova saga dos irmãos Elric vai seguir à risca a história original do mangá, criado por Hiromu Arakawa, e contará com os dubladores originais do Alphonse e Edward, respectivamente Rie Kugimiya e Romi Paku. O estúdio Bones continua responsável pela produção do desenho, que tem a direção de Yasuhiro Irie. No Brasil, o primeiro anime de Fullmetal Alchemist é exibido pelo Animax, de segunda a sexta às 19 horas, e seu mangá é publicado pela Editora JBC.

Fullmetal Alchemist 2 chega às telinhas japonesas no dia 5 de abril. No Brasil, ainda não há nenhuma informação a respeito, nem mesmo se o animê será exibido por aqui. Confira abaixo o trailer.



(shirley paradizo)

A princesa das tranças em 3D

Depois de um tempo sem notícias, começam a circular na internet novidades sobre o primeiro conto de fadas Disney produzido em animação 3D, Rapunzel. O diretor do desenho, Byron Howard, revelou ao site effets speciaux algumas novidades sobre a produção, que está cercado de inúmeros problemas.

Sobre o visual, que ainda está em desenvolvimento, Howard informou que "Rapunzel está mais ou menos no mesmo ponto em que estávamos há dois anos com Bolt. Estamos na fase inicial do projeto depois que ele foi retomado, em outubro do ano passado, e trabalhando na história. Se tivermos paciência e esperarmos mais alguns meses, sem dúvida, teremos muito mais novidades! Nesta fase de investigação sobre a trama e o desenvolvimento dos scripts, a cada dia fazemos novas descobertas sobre os personagens. Agora, de repente, surge uma situação que nos ajuda a criar, ou a fortalecer a personalidade dos nossos heróis ou do enredo. É uma das fases mais gratificantes do processo de criação artística."

A estreia de Rapunzel nos cinemas brasileiros ainda não tem data confirmada.

(shirley paradizo)

Seu filho vê: Vila Sésamo

Esses dias, sem muito o que fazer – na verdade, havia muitas coisas a se fazer, mas a vontade era pouca –, comecei a zapear pelos canais da TV e dei de cara com o novo programa Vila Sésamo, que trouxe à tona a emoção que vivi ao acompanhar os bastidores desta nova safra em janeiro de 2008, quando trabalhava para a revista Monet. Como é um programa que recomendo para todas as idades, regastei um texto que escrevi para o site da revista na época e uma entrevista com diretora Bete Rodrigues, que coloco aqui na íntegra.

O enorme bicho metade galinha metade avestruz que tanto encantou as crianças na década de 70 desapareceu das telinhas brasileiras sem explicações, deixando centenas e centenas de rostinhos infelizes com o sumiço. Agora os personagens de Vila Sésamo retornam à nossa televisão em aventuras completamente recauchutadas e coloridas. O Garibaldo que aparece na TV Rá Tim Bum desde 2008 não é mais cinza-escuro – a primeira versão do programa era exibido por aqui em preto-e-branco – nem azul, mas amarelo. E não foi só a cor mudou.

Apesar de manter o mesmo mote dos originais – ensinar enquanto diverte e sempre com a mais alta qualidade –, a atração ganhou quadros novos e Garibaldo não contracena mais com os humanos Armando Bogus (Juca), Aracy Balabanian (Gabriela), Milton Gonçalves (professor Leão) e os então novatos Flávio Galvão (Antônio) e Sônia Braga (professora Ana Maria), como acontecia na década de 70. Sua companheira de cena agora é a simpática e sapeca Bel, uma monstrinha cor-de-rosa criada especialmente para a versão brasileira. Para descobrir os segredos dessa nova safra de Vila Sésamo, visitei o set de filmagem do programa e fiquei encantada com o cuidado minucioso da equipe com o cenário. Tudo parece real, desde os detalhes das casas, como janelas e parapeitos, até os postes de luz, as flores e as árvores que complementam a cena.

Ter a chance de novamente entrar – dessa vez literalmente – no mundo de Vila Sésamo foi algo especial, com sabor de infância. Mas nada se compara com a sensação de deparar com Garibaldo cara a cara. Confesso que tive de me conter para não invadir o cenário e pedir um autógrafo ao enorme pássaro que todas as manhãs me convidava para brincar, cantar e a aprender a seu lado quando ainda era criança. Mas o lado profissional falou mais alto e eu me comportei. Fiz o meu trabalho. Conversei com a diretora Bete Rodrigues, que contou detalhes bem interessantes sobre os bastidores da produção, com a Bel e, claro, o Garibaldo.

Nessa hora, tive uma pequena decaída e, pasmem, abracei o Garibaldo. Minha atitude impulsiva quebrou o gelo entre repórter e entrevistados, e tudo virou um bate-papo descontraído e cheio de histórias bacanas. Confira abaixo a entrevista com a Bete Rodrigues e conheça um pouco sobre este programa altamente recomendável.

Em que essa nova versão difere daquela primeira da década de 1970?
Na versão atual, a Vila é mais condensada, enxuta. Não temos personagens humanos contracenando com os bonecos, apenas a Bel e o Garibaldo. Antes também o Garibaldo era azul, pois o amarelo na TV em preto-e-branco ficaria sem destaque. Na primeira versão, a maior parte dos blocos era gravado aqui, o que não acontece hoje. Só gravamos aqui os mini-documentários e a parte do Garibaldo com a Bel. O restante vem da Sesame Workshop [uma organização sem fins lucrativos composta por educadores, pesquisadores, psicólogos, especialistas em desenvolvimento, artistas, escritores e até músicos que é a responsável tanto pela nova versão como a original]. No mais, pouco mudou. Continuamos a ter o Gugu, o Ênio, o Beto e todos os outros bonecos.

Como funciona essa divisão de blocos nacionais e americanos?
Cada episódio tem 53 minutos de duração, para cobrir uma hora de grade. São 12 minutos de produção nacional e o restante divididos em mais três blocos americanos, com Gugu, Cookie Monters, Beto, Ênio e toda a turma da Vila. A Sesame envia os quadros, nós dublamos no Brasil e fazemos a passagem de um bloco para outro. Também temos uma parte com mini-documentários.

E esses mini-documentários, o que são?
Eles foram realizados para mostrar a diversidade da criança brasileira e são concentrados nas grandes cidades. Tentamos cobrir o maior número de lugares possíveis. Duas equipes saíram de viagem pelo Brasil para conhecer as crianças e suas histórias, fizeram uma pré-produção de quase dois meses. Depois, voltamos já sabendo quais os lugares e as crianças que teríamos de gravar. Temos histórias bem curiosas. Temos crianças que vivem em fazendas, à beira do rio Amazonas, no Sul, que tem outro tipo de cultura.

As histórias que envolvem a produção nacional foram criadas aqui?
O conteúdo local, que inclui tanto os mini-documentários como as aventuras de Garibaldo e Bel, foi discutido com a equipe da Sesame antes de começarmos as gravações. Levamos nossas ideias e fomos criando tudo juntos. Mas eles interferem muito pouco no nosso roteiro. Escrevíamos nossa história e enviávamos para o grupo. Normalmente, eles mandavam de volta com algumas sugestões, nunca imposições. Se achávamos que estavam certos, fazíamos as alterações. Além disso, o conteúdo pedagógico de uma criança em idade pré-escolar é o mesmo em quase todo o mundo: aprender letras, números, noções básicas de ecologia, convívio social.

Para construir o cenário, em que se inspiraram?
Fizemos uma pesquisa grande, pois queríamos ter o Brasil representado em cada pedacinho do cenário. Buscamos detalhes em Minas, Parati e em diversos lugares. Ele carrega um pouco de cada um desses locais, como as janelas, as pastilhas da calçada, os azulejos das paredes das casas...

Como foi o processo de criação da boneca brasileira Bel?
Como personagem, a Bel teria de ser bem brasileira. Porém, não queríamos esteriótipos, como cabelos rastafári, colar de penas, fru-frus nos cabelos. O Brasil está representado na personalidade dela, no gracejo, na graça. A Bel é divertida, curiosa, carinhosa, doce. E é isso que queríamos mostrar do Brasil, essas múltiplas facetas, o fato recebermos sempre bem as pessoas que vêm de fora. Na aparência, seguimos, então, o padrão dos bonecos americanos, escolhemos cor, o tipo de cabelo, essas coisas.

Ao ser convidada para dirigir o programa, qual foi sua primeira reação?
Eu cresci com o Vila Sésamo, adorava o programa. Mas nunca pensei que um dia ele fosse voltar à TV. Há mais ou menos um ano, comecei a ouvir rumores de que a série iria ganhar uma nova versão, mas nunca pensei que fossem me chamar para dirigir. Quando me convidaram, fiquei extasiada e, ao mesmo tempo, pensando se iria conseguir. Era muita responsabilidade, apesar de eu já ter experiência nesse tipo de programa com o Teatro Rá Tim Bum.

Quais são suas expectativas com essa versão atual?
Espero que o programa cumpra a função para a qual foi criado, juntar o entretenimento com educação, preparando nossas crianças para entrar com uma melhor formação na escola para ser alfabetizada. Minha grande expectativa é que a série faça parte da memória delas daqui há 30 anos, como a primeira versão faz parte da minha hoje. Que seja algo para sempre.

Exibição: diariamente, 11h30, TV Rá Tim Bum

Indicação: a partir de 3 anos

(shirley paradizo)

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Garfield de volta à telinha

De acordo com site da TV Latina, a rede Record adquiriu uma nova animação do gato mais preguiçoso do mundo. Produzido pela Dargaud Media e filmado em HD, The Garfield Show mostra as aventuras diárias do felino laranja, combinando visual moderno em animación CGI e o humor que fez do bichano tão querido entre crianças e adultos. Os 52 episodios de 11 minutos ainda não têm previsão de estreia na emissora. Há um site da nova animação que pode ser aqui.

(shirley paradizo)

Magia nas telonas

A Disney divulgou a arte nacional do pôster de seu mais novo longa-metragem de aventura e fantasia. Remake de Race to Witch Mountain, A Montanha Enfeitiçada traz o ator Dwayne ''The Rock'' Johnson vivendo um taxista de Las Vegas que ajuda os irmãos gêmeos com poderes mágicos.

A aventura começa quando os jovens entram em seu táxi e eles descobrem que a única chance de salvar o mundo encontra-se secretamente escondida na Montanha Enfeitiçada. A partir daí, eles precisam escapar do governo, de criminosos e até mesmo de extraterrestres que tentam detê-los.

Dirigido por Andy Fickman, o filme baseado na versão original de 1975 está agendado para estrear nos cinemas americanos no dia 13 de março de 2009. No Brasil, o lançamento acontece apenas em 3 de abril.

(shirley paradizo)

Pinóquio recauchutado

A animação Pinóquio comemorou seus 70 anos de existência em grande estilo. Para homenagear a data, a Disney fez uma restauração digital no desenho, na qual houve "limpeza" tanto da imagem como do som da obra, de acordo com informações da imprensa italiana. A restauração do filme, inspirado no personagem do escritor italiano Carlo Collodi, durou mais de um ano, e ele agora poderá ser visto com mais detalhes. A nova versão apresentada na cidade de Florença, onde nasceu Collodi, será lançado em Blu-Ray e DVD no mês de abril. Graças à moderna técnica de restauração, a animação foi transformada em um filme de alta definição nos novos formatos. No Brasil, ainda não há informações sobre o lançamento.

(shirley paradizo)

Bob Esponja conquista chineses

O desenho americano protagonizado por uma simpática esponja do mar amarela, que completa dez anos neste ano, foi o campeão de audiência em 15 cidades da China, atraindo um total de 20,5 milhões de telespectadores. Apesar de ser exibido depois das 21h, Bob Esponja provou ser um grande sucesso entre os chineses desde sua estreia no país, em 2006. O governo da China, em uma tentativa de desenvolver a indústria de animações nacional, proibiu que produtos audiovisuais estrangeiros sejam exibidos na TV em horários nobre.

No entanto, essa diretriz não afugentou a audiência do desenho do calça quadrada que, no Brasil, é exibido na TV Globinho e no canal Nickelodeon. Segundo dados da empresa CSM Media Research, Bob Esponja é o animado mais visto entre crianças de 4 e 14 anos, e cerca de um terço dos fãs do desenho na China tem entre 25 e 44 anos. O CCTV Kids Channel é o canal mais assistido pelas crianças chinesas, ele é o quarto canal estatal mais visto entre mulheres de 25 e 44 anos.

(shirley paradizo)

* fonte: folha online

Simpsons na era digital

A família de pele amarela mais famosa do planeta entra na era digital. Dia 15, no domingo, a Fox americana exibiu o primeiro episódio de Os Simpsons em alta definição para comemorar a chegada da vigésima temporada da série animada. Para celebrar a novidade, a abertura do programa, intocada há tempos, também foi redesenhada. A estrutura geral é a mesma, mas ficou mais moderna, detalhada e com mais humor.

O primeiro capítulo que foi ao ar, batizado de Take my Life, Please, mostra Homer pensando como seria sua vida se ele tivesse sido eleito o presidente da classe. Como lembrete, em 17 de dezembro Homer e cia. completam 20 anos de existência. Por isso, devemos esperar muitas outras novidades este ano para comemorar a data. Enquanto elas não chegam, confira o vídeo da nova abertura abaixo.



(shirley paradizo)

Criança & TV: Horários planejados

As conversas à mesa ficaram para segundo plano em muitos lares brasileiros. Uma pesquisa divulgada hoje pela empresa Knorr, em que 8 mil pessoas do mundo todo foram entrevistadas, mostrou que 69% das famílias brasileiras fazem refeições com a televisão ligada. No resto do mundo, 48% das famílias ouvidas relataram manter o aparelho ligado. “Quando você mantém a TV ligada, está impedindo o contato entre os integrantes da família. Não há diálogo entre pais e filhos. Não adianta estar junto se não há interação entre as pessoas das quais você gosta”, diz Miriam Weistein, jornalista norte-americana, autora do livro The Surprising Power of Family Meals (em tradução livre, O Poder Surpreendente das Refeições em Família).

Em contradição, cerca de 93% dos paulistanas entrevistados – ao total foram 300 mulheres da cidade de São Paulo – relataram ser a refeição o principal momento de conversa com os filhos. Além da falta de diálogo e contato, as crianças não aprendem a sentir prazer ao comer e, em alguns casos, não reconhecem os sabores que estão provando. Outro dado curioso é que a maioria consegue fazer apenas seis refeições em família, que durariam, em média, 30 minutos cada.

As mulheres também relataram se sentir pressionadas a melhorar a refeição, e 48% delas acreditam que o melhor meio seria fazer novas receitas. “A mulher tem de saber lidar com a diferença entre o que quer e o que consegue fazer”, diz Miriam. Para ajudar você nessa tarefa, veja as dicas que a autora dá a todas as mães:

- Diga para o seu filho o que você está fazendo. Fale que está trabalhando e que vai fazer o máximo para chegar no horário em casa.

- Tente se planejar para fazer isso. Organize seus horários e tente sair do trabalho na hora. Outra opção é entrar mais cedo e sair antes.

- Se mesmo assim o plano não der certo algum dia – e é provável que aconteça -, não se culpe ligue para a casa e converse com seu filho com clareza. Assim, ele não se sente inseguro porque sabe o que está acontecendo com você.
- Deixe as expectativas claras para você. Em um dia muito agitado, você não vai conseguir sair no horário.

- Não se culpe pelo que não consegue fazer. Você está fazendo o melhor para a sua família. Se estiver claro para você, vai ser mais fácil para que todos aceitem essa condição.

- Divirta-se. Quando você chegar em casa, aproveite para ficar com seus filhos e fazerem uma refeição em família.

* texto de thais lazzeri, publicado originalmente no site da revista crescer