terça-feira, 31 de março de 2009

Agora em português...

Depois do trailer em inglês de Onde Vivem os Monstros (Where the Wild Things Are) agora foi divulgado a versão dublada em português. A produção infantil inspirada em livro homônimo de Maurice Sendak, publicado originalmente em 1963 leva a assinatura do diretor Spike Jonze (de Quero Ser John Malkovich).

Depois de ser mandado para o quarto sem o direito de jantar, o malcriado Max (Max Records)começa a imaginar um mundo exótico que ele batizou de Wild Things. Logo, seus sonhos viram realiadade e ele é transportado para esse universo imaginário habitado por criaturas e monstros selvagens que recebem o menino como seu regente.

O ator-mirim Max Records interpreta o protagonista. Karen O., vocalista do Yeah Yeah Yeahs e ex-namorada de Jonze, assina a trilha. A Warner Bros. lança o filme em 16 de outubro no Brasil. A princípio, serão tanto cópias legendadas quanto dubladas.

O longa mistura atores reais com animação computadorizada e conta com Forest Whitaker, Paul Dano e Lauren Ambrose no elenco. Já a trilha sonora está a cargo de Karen O., vocalista do Yeah Yeah Yeahs e ex-namorada de Jonze. O elenco conta com Catherine Keener, Benicio Del Toro, Forest Whitaker, Lauren Ambrose, Catherine O'Hara, Tom Noonan, Michael Berry e James Gandolfini.

Onde Vivem os Monstros tem previsão de estreia para 30 outubro de 2009 nos Estados Unidos. Confira o trailer abaixo.


(shirley paradizo)

O bruxo está chegando...

A nova aventura do menino bruxo inspirada em best seller de J.K. Rowling ganhou recentemente seis novos cartazes, que mostram os personagens Harry Potter, Hermione Granger, Ron Weasley, Severo Snape, Alvo Dumbledore e Draco Malfoy. Em Harry Potter e o Enigma do Príncipe, Lorde Voldemort (Ralph Fiennes) ameaça tanto o mundo dos trouxas quanto o mundo dos bruxos, e Hogwarts já não é o local seguro de outrora.

Harry (Daniel Radcliffe) suspeita que o perigo esteja dentro do castelo, mas Dumbledore (Michael Gambon) está mais preocupado em preparar o bruxo para a batalha final que se aproxima rapidamente. Enquanto isso, os estudantes estão sob ataque de forças muito diferentes já que os hormônios adolescentes se espalham pelo castelo. O amor está no ar, mas a tragédia está no caminho, e Hogwarts pode nunca mais ser a mesma.

O sexto filme da saga tem direção de David Yates (o mesmo de Harry Potter e a Ordem de Fênis) e tem estreia prevista no Brasil para o dia 17 de julho. Confira os pôsteres abaixo.


(shirley paradizo)

Estante: Hancock

Nem todo super-herói do cinema nasceu nas histórias em quadrinhos. O mais recente deles, Hancock (R$ 29,90, Sony Pictures, versão estendida), é uma criação original para a telona, assinada pelos roteiristas Vincent Ngo e Vince Gilligan, nomes experientes em seriados de TV. E quem seria, afinal, este Hancock? Quais os seus superpoderes e os seus segredos? Vivido por Will Smith, Hancock é tão forte, indestrutível e voador quanto o Super-Homem. Pelo menos neste primeiro filme, nada se percebe em relação à visão de raio laser, sopro congelante ou coisas do gênero.

O que realmente chama a atenção é que se trata de um super-herói marginal, outsider, alcoólatra, sem uniforme e odiado pela população. Sim, ele só pratica o bem, mas não hesita em destruir viadutos e edifícios para impedir um roubo ou descarrilhar um trem inteiro para salvar uma única pessoa. Nos tempos atuais, Hancock é um super-herói que não interessa a ninguém, pois a relação custo/ benefício não é apropriada.

É neste contexto que Ray (Jason Bateman), um profissional de relações públicas - meio fracassado, meio sonhador -, vê na figura de Hancock uma grande oportunidade de marketing. E vai tentar fazer dele um super-herói "dentro dos padrões". Hancock deve ser visto como uma fábula.

Não espere muitas explicações racionais nem tramas mirabolantes que justifiquem os personagens. É embarcar na brincadeira ou não. Quem se dispuser a entrar na magia certamente vai se divertir com as referências ao universo dos super-heróis. Como o fato de Hancock ser tão marginal que vive em Los Angeles e não em Nova York, como os poderosos mais "certinhos", acirrando ainda mais a rivalidade entre as duas cidades. Fora a questão do "obrigatório" uniforme do herói.

Como é cada vez mais difícil encontrar no cinema idéias totalmente novas e originais, é inevitável e compreensível que o filme traga também referências a outras obras, como O Feitiço de Áquila (os amantes que carregam uma maldição que os impedem de ficar juntos) ou mesmo Os Incríveis (super-heróis obrigados a viver como pessoas normais, escondendo seus poderes). Nada que tire o encanto do bom roteiro. O diretor Peter Berg (do recente O Reino) tem o mérito de transitar por diferentes gêneros sem perder o pique do filme.

Hancock é ao mesmo tempo uma aventura de ação, uma comédia e até mesmo um romance, sem abrir mão de sua identidade de "filme de super-herói". Os fãs de efeitos especiais também não terão do que reclamar, já que a produção, orçada em polpudos US$ 150 milhões, é bastante generosa e eficiente neste aspecto. É vestir a capa e deixar a imaginação voar.

Indicação: a partir de 12 anos

Extras: Superhumanos: o making of de Hancock; Visualizando o futuro; Construindo um herói melhor; Machucados e raspões; Meros Mortais: Por trás das câmeras com "Dirty Pete"; Trailers (sem legendas)

(celso sabadin*)

* o multimídia - e querido amigo - celso sabadin é autor do livro autor do livro vocês ainda não ouviram nada – a barulhenta história do cinema mudo e jornalista especializado em crítica cinematográfica desde 1980. Atualmente, dirige o planeta tela (um espaço cultural que promove cursos, palestras e mostras de cinema) e é crítico de cinema da TV gazeta e da rádio bandeirantes.

segunda-feira, 30 de março de 2009

Destaques da semana (de 31.03 a 06.04)

A pedidos de amigos e frequentadores do blog, a partir de hoje, o Mundo Animado vai trazer, toda segunda, destaques semanais da programação na telinha - que inclui não só as estreias e novidades de animados (cujas dicas vêm diferenciadas na cor vermelha), mas de filmes, seriados, documentários e programas bacanas. Para ter acesso rápido às informações, basta clicar no link que vai ter um espaço fixo na coluna lateral. Anote na agenda e não perca suas atrações favoritas.

24 Horas: A Redenção (dia 31, 22h, terça, Fox) - antes do início da sétima temporada, a série 24 Horas ganha um especial de duas horas, que traz Jack Bauer no coração da África tentando reconstruir sua vida longe dos terroristas. Claro que tudo dá errado e o implacável agente se vê novamente às voltas com conspirações, correria e a velha história de salvar o mundo.

Lugar Incomum (dia 01, quartas, 21h15, Multishow) - agora sob o comando da sobrinha de Malu Mader, a atriz Erika Mader, a quarta temporada do programa se aventura por Nova York para descobrir o que há de mais extraordinário por lá.

As Aventuras de Azur e Asmar (dia 02, quinta, 9h30, HBO Plus) - animação francesa dirigida por Michel Ocelot (2006) gira em torno de dois meninos que cresceram como se fossem irmãos até serem separados quando um deles é obrigado a partir. Já adulto, Asmar decide buscar a lendária Fada dos Djins e acaba encontrando Azur (leia mais aqui).

Seis Dezesseis (quintas, 18h39 e 22h30, Cartoon Network - imagem acima) - o canal exibe novos episódios da animação que acompanha uma uma turma de amigos adolescentes que trabalha em um shopping e troca informações sobre o primeiro, amores, escola e até moda (leia mais sobre o animado aqui).

As mil faces de Tracey Ullman (dia 03, sextas, 23h30, GNT) - ganhadora doo Emmy 2008 na categoria de melhor maquiagem em uma minissérie, a série reúne esquetes que satirizam os Estados Unidos, os americanos e a obsessão do país com a vida das celebridades - nem mesmo a bela Angelina Jolie escapa das garras afiadas de Tracey Ullman.

Rick & Steve 2 (dia 03, sextas, 0h30, I-Sat) - o bloco Adult Swim traz de volta a sitcom politicamente incorreta e divertida que mostra sem piedade como é a comunidade gay da Califórnia.

Primeira Geração (dia 03, sextas, 21h, Canal Brasil) - dirigida pelo gaúcho Gilberto Perin, o desenho conta a história de seis crianças de diferentes cidades dos Pampas que fazem muitas descobertas. Os episódios exploram temas como brigas entre irmãos, rejeição dos colegas e até como lidar com a crise no casamento dos pais.

Batman: Os Bravos e Destemidos (dia 04, sábados, 13h, Cartoon Network) - a série animada inédita tem como foco o Homem-Morcego lutando ao lado de outros heróis das HQs, como o Arqueiro Verde e o Besouro Azul, contra os criminosos (leia mais aqui).

Revolução na Cozinha (dia 04, sábados, 19h, GNT) - o famoso chef inglês Jamie Oliver visita as cantinas das escolas britânicas para dar dicas de refeições saudáveis e ajudar a mudar os hábitos de alimentação das crianças.

A Rosa Negra (dia 04, sábados, 21h, GNT) - a minissérie de quatro capítulos traz a atriz Brooke Shields (aquela do filme Lagoa Azul e do seriado Lipstick Jungle) na pele da advogada Betsy Tannenbaum, que terá duas missões: desvendar um crime em série e chegar viva ao final da investigação. Com direção de Armand Mastroianni, a trama foi baseada no best seller homônimo de Phillip Margolin.

Google: Fábrica de Ideias (dia 04, sábado, 20h, GNT) - o documentário francês promete desvendar os segredos do sucesso do Google e o cotidiano de quem trabalha nessa gigantesca
e poderosa empresa.

Projeto Adrenalina (dia 04, sábados, 22h30, Boomerang) - os 13 episódios do programa flagram um gurpo de cinco adolescentes que se enfrentam em provas que exigem muito esforço físico e mental.

Encantada (dia 04, sábado, 21h, HBO) - uma princesa (Amy Adams) que vive em um universo fantásico é mandada por uma bruxa malvada para o mundo real, onde encontra um advogado divorciado (Patrick Dempsey) que decide ajudá-la (leia mais aqui).

A Outra (dia 04, sábado, 22h Telecine Premium) - duas irmãs (Natalie Portman e Scarlett Johansson) são enviadas pelo pai para à corte inglesa a fim de conquistar o coração do rei Henrique Tudor (Eric Bana) e aumentar o status da sua família.

Knight Rider (dia 05, domingos, 20h, Warner Channel) - versão moderna do clássico seriado dos anos 80 Super Máquina conta com o ator Justin Bruening (de Cold Case) no papel de Mike Traceur, filho de Michael Knight – interpretado por David Hasselhoff na versão original. E, sim, o carrão tecnológico KITT (Knight Industries Three Thousand) também está presente na trama e mais equipado do que nunca.

Corleone (dia 05, domingos, 21h, MGM) - da infância pobre até a ascenção ao mundo crime, a série mostra a trajetória do chefão da máfia itailiana Totò Riina, preso em 1993.

Se Liga, Ian! (dia 05, domingos, 17h30, Cartoon Network) - de volta de sua incrível viagem a Hollywood, Ian está aprontando mais do que nunca! Nas novas aventuras do nosso futuro cineasta, ele é expulso da escola, comanda uma premiação de cinema e até dirige um comercial para TV.

(shirley paradizo)

Carros agora em quadrinhos

Depois de Os Incrívies, outra animação da Pixar ganha uma versão em quadrinhos. O animado da vez é o excelente Carros, cuja primeira edição da minissérie, em quatro capítulos, será lançda ainda esta semana nos Estados Unidos. O roteiro leva a assinatura de Alan J. Porter e os desenhos ficaram por conta do espanhol Albert Carreres.

A editora Boom! Studios, responsável pelas duas publicações, anunciou a criação de uma linha infantil para reunir as séries baseadas em filmes da Pixar, bem como uma nova série dos Muppets criada pelo astro das HQs infantis Roger Langridge. A linha será batizada de Boom! Kids. Vamos torcer para que a versão aterrisse logo em terras brasileiras.

(shirley paradizo)

Os monstros saem na frente

A nova animação de ficção científica Monstros vs. Alienígenas superou as expectativas e estreou em primeiro lugar nas bilheterias dos cinemas norte-americanos no último fim de semana, arrecadando US$ 58,2 milhões. Analistas da indústria esperavam que o primeiro filme em 3D da DreamWorks arrecadasse entre US$ 50 e 60 milhões nos 4.104 cinemas ao redor dos Estados Unidos e Canadá.

Dirigido por Conrad Vernon e Rob Letterman, o desenho reinventa os filmes de desastres e monstros dos anos 50 como uma comédia de ação animada. Nela, uma equipe de monstros precisa defender a Terra de um ataque alienígena. São eles o brilhante inseto Dr. Barata (voz de Hugh Laurie), o meio-macaco meio-peixe Missing Link (Will Arnett), o gelatinoso B.O.B. (Seth Rogen), o indescritível bicho de 100 metros de altura chamado Insectosaurus (Rainn Wilson) e a garota gigante Susan Murphy (Reese Whiterspoon). Stephen Colbert, Kiefer Sutherland e Paul Rudd também estão no ótimo elenco de dubladores. Confira o top 10 das estreias abaixo.

1. Monstros vs. Alienígenas (US$ 58,2 milhões)

2. Envocando Espíritos (US$ 23 milhões)

3. Presságio (US$ 14,7 milhões)

4. Eu Te Amo, Cara (US$ 12,6 milhões)

5. Duplicidade (US$ 7,55 milhões)

6. A Montanha Enfeitiçada (US$ 5,63 milhões)

7. 12 Rounds (US$ 5,3 milhões)

8. Watchmen - O Filme (US$ 2,75 milhões)

9. Busca Implacável (US$ 2,7 milhões)

10. The Last House on the Left (US$ 2,61 milhões)

(shirley paradizo)

Divina Comédia vira game e animação

Em parceria com a produtora de videogames Electronic Arts, a Starz Media está preparando uma animação em computação gráfica baseado em Inferno, primeira parte do clássico poema A Divina Comédia, escrito pelo italiano Dante Alighieri no século XIV. Segundo o site da revista especializada Variety, o animado será uma adaptação do jogo Dante’s Inferno, que deve ser pela Electronic Arts em 2010.

O filme vai recontar a jornada de Dante pelos nove círculos do Inferno em busca de sua amada Beatriz. A produção do projeto está a cargo de Joe Goyette (de Dead Space: Downfall), com direção de Victor Cook (de O Espetacular Homem-Aranha) e roteiro de Brandon Auman (do desenho Homem de Ferro).

O game deve ser lançado para as plataformas Xbox 360 e Playstation 3. Segundo Jonathan Knight, produtor executivo da animação, o longa vai complementar o videogame: “O filme vai explorar aspectos do poema que o jogo deixa de lado, e vai mostrar melhor os personagens e a história adaptadas pelo videogame”.

* fonte: site g1

Literatura: O Menino e o Boi do Menino

A belíssima prosa poética de Cyro de Mattos em seu O Menino e o Boi do Menino (R$ 25, Editora Biruta) começa por nos encantar assim: "Era ainda um bezerro quando chegou ao sítio. As orelhas de gavião, recurvas nas pontas. Cresceu e virou novilho. O menino havia colocado o nome de Pintado nele". Já neste pequeno instante do texto afinadíssimo de Cyro, dá para perceber que a partir daí o menino e o boi não serão nunca mais os mesmos. Com uma prosa enxuta e densa, Cyro constrói uma narrativa para todas as idades.

Não se trata de um livro fácil; tem uma melancolia que, aos poucos, nos faz entender que toda boa tristeza é na verdade o princípio da compreensão da beleza. O pai do menino, às vezes, lhe dizia que "o boi vale como ouro". E o menino ficava todo arrepiado com aquilo, vislumbrando o futuro do boi no açougue. Ao ler o livro de Cyro acompanhado pela não menos lírica ilustração de Maria Lúcia de Campos Brandão, aproximei-me do meu menino interior e desejei profundamente ser amigo daquele boi, acariciá-lo, protegê-lo.

Depois desejei cuidar do menino. E, por fim, quis ser o próprio boi. E o que melhor podem as palavras senão servir como machados a romper o que nos impede de mergulhar dentro de nós mesmos? É isso o que me fez a leitura da história do menino e o seu boi.

(marcelo maluf*)

* o colega blogueiro marcelo maluf, do labirintos no sótão, é escritor, músico e arte-educador. Mestre em artes pelo instituto de artes da unesp e autor dos livros infanto-juvenis meu pai sabe voar (FTD), em parceria com daniela pinotti maluf e com lançamento previsto para 2009, e jorge do pântano que fica logo ali (FTD, 2008), além do e-book construção (mojo books).

sexta-feira, 27 de março de 2009

Giffin em uma jornada nas estrelas

A Fox liberou uma prévia do episódio de Uma Família da Pesada (Family Guy) que vai reunir personagens de Jornada nas Estrelas: A Nova Geração. A presença do elenco - Patrick Stewart, Brent Spiner, Jonathan Frakes, LeVar Burton, Marina Sirtis, Michael Dorn, Denise Crosby e Wil Wheaton - foi idéia do produtor da animação e fã do seriado sci-fi David Goodman. O enredo mostra Stewie e sua família em uma convenção de fãs da série, incluindo o próprio Goodman. Como Stewie não consegue ter sua pergunta respondida pelos atores, ele constrói um teletransporte e leva o elenco para o seu quarto.

Criada por Seth MacFarlane em 1999, Uma Família da Pesada mostra com humor ácido as irreverentes aventuras de Peter Griffin (voz de MacFarlane) e sua adorável esposa Lois (Alex Borstein), que luta, em vão, para manter o mínimo de normalidade em casa. O que não é nada fácil quando se tem três filhos para educar: a adolescente de 16 anos Meg (Mila Kunis, de That '70s Show), que só pensa em fazer plástica nos lábios e conseguir um par para o baile de formatura; o garoto de 13 anos Chris (Seth Green, de Buffy, a Caça Vampiros), que é preguiçoso por natureza; e o pequeno Stewie (MacFarlane), um bebê de apenas um ano com uma mente diabólica que só pensa em dominar o mundo. Há ainda o cachorro falante Brian (MacFarlane), que prefere seus martínis à sua ração para cachorros e é o mais intelectual da família.

O episódio vai ao ar neste domingo, dia 29, nos Estados Unidos. No Brasil, Família da Pesada é exibida no canal FX, aos domingos, às 21h. Confira abaixo o vídeo, que traz comentários do criador da animação, Seth MacFarlane.


(shirley paradizo*)

* com fonte do site omelete

Brinquedo ganha versão nos cinemas

Por essa nem eu esperava. De acordo com a revista especializada Variety, o atro Tom Hanks (de Anjos e Demônios) foi escalado para interpretar a adaptação para os cinemas do brinquedo Major Matt Mason, da empresa Mattel (a mesma que fabrica e vende a famosa Barbie). O ator não fará somente a voz do personagem, mas irá viver o astronauta em carne, osso, já que o filme não será uma animação.

A primeira linha de brinquedos do Major Matt Mason foi lançada em 1966 no mercado americano. Ele era o líder de uma equipe de astronautas que trabalhava na Lua e vivia em uma estação espacial. Os produtos, que incluíam quatro astronautas e muitos acessórios "espaciais", se tornaram uma febre na época da primeira missão à Lua. Apesar de sucesso de vendas, Mason e seus amigos foram retirados das prateleiras das lojas na década de 1970.

O longa será escrito por Graham Yost, responsável pelos scripts de A Última Fortaleza, Missão:Marte e Velocidade Máxima. Hanks, além de atuar, vai assinar a produção do longa. Ainda não há data de previsão para o início das filmagens nem, claro, de lançamento.

(shirley paradizo)

Patetas na tela grande

A versão para os cinemas de Os Três Patetas parece ir de vento em popa. Depois de anunciarem sua intenção de levar Larry, Moe e Curly para as telas grandes, os irmãos cineastas Bobby e Peter Farrely (de Ligado em Você e Quem Vai Ficar com Mary?) agora divulgam os atores que irão encarnar o trio atrapalhado. Sean Penn (de Milk - A Voz da Igualdade) está confirmado para viver Larry, enquanto Benicio Del Toro (de Sin City - A Cidade do Pecado) deve ficar com o papel de Moe. O comediante Jim Carrey (de Sim, Senhor) já está em um regime de engorda para ganhar 18 quilos e interpretar Curly.

Three Stooges mostrará as origens do trio e reintroduzirá os personagens, famosos na primeira metade do século passado, na cultura pop moderna. Os Farrelly devem rodar o longa entre setembro e outubro. A estreia da produção está prometida para 2010.

(shirley paradizo)

Da minha coleção...

Dirigido por Andrés Lieban, Amigão Zão (2006) fez parte do projeto Curta Criança, uma parceria entre a TVE e o Ministério da Cultura, e ganhou o prêmio de Melhor Curta de Animação no Festival Internacional de Cine para Niños y Jovenes - Divercine 2006. Nele, um menino carente tem como melhor amigo um elefante imaginário. O final dessa história é surpreendende e criativo - muito fofo mesmo!

(shirley paradizo)

quinta-feira, 26 de março de 2009

Ponyo nos cinemas americanos

O mais recente filme do lendário e brilhante animador japonês Hayo Miyazaki (de A Viagem de Chihiro) vai ser lançado em breve nos Estados Unidos. De acordo com site /Film, Ponyo on a Cliff by the Sea será distribuido pela Walt Disney e John Lasseter afirmou que já vinha trabalhando há algum tempo levar o desenho às salas de cinemas americanas.

O estúdio do Mickey Mouse já divulgou, inclusive, os nomes dos atores que vão emprestar suas vozes à versão americana de Ponyo, como irá se chamar por lá. O protagonista será dublado por Noah Cyrus, irmão mais novo de Miley Cyrus. O elenco ainda inclui Matt Damon (de Indentidade Bourne e Os Infiltrados), Cate Blanchett (de O Curioso Caso de Benjamin Button), Frankie Jonas (da banda Jonas Brothers), Tina Fey (da série televisiva 30 Rock), Cloris Leachman (de Golpe Baixo), Liam Neeson (de As Crônicas de Nárnia), Lily Tomlin (de A Última Noite) e Betty White (de A Casa Caiu).

O desenho, que estreou em julho do ano passado no Japão, recebeu inúmeras críticas positivas e, desde então, já arrecadou cerca de 150 milhões de dólares. Ponyo é uma peixinha dourada que fugiu de casa e acabou sendo "resgatada" por Susuke, um garoto de 5 anos que vive com os pais à beira mar. Ele a leva para casa e decide cuidar dela. O amor e a amizade entre os dois é tão grande, que Ponyo resolve se tornar humana só para ficar mais tempo ao lado de seu amigo.

A estreia americana de Ponyo acontece em 14 de agosto. No Brasil, infelizmente, ainda não há previsão de lançamento.

(shirley paradizo)

Elefante de sucesso

De acordo com o site Animation Insider, uma nova série protagonizada pelo elafante Babar está sendo produzinda. Com estreia prevista entre o final de 2010 e início de 2011, The Adventures of Babar será realizada em CGI e terá 26 episódios. O objetivo do novo desenho é conquistar uma nova geração de fãs, e ao mesmo tempo agradar aos velhos espectadores de Babar.

A série original, de 1989, foi inspirada no livro infantil L'Histoire de Babar, do francês Jean de Brunhoff, sobre um elefante órfão em diversas aventuras. A mãe de Babar foi morta por um caçador e o pequeno elefante chegou em Paris, onde se torna amigo da Velha Senhora. Ele finalmente volta para o seu reino após a morte do rei elefante, que comeu cogumelos venenosos. Babar é coroado rei e casa-se com sua prima Celeste, e funda a cidade de Célesteville.

(shirley paradizo)

No mundo dos monstros

E as novidades sobre a animação Onde Vivem os Monstros estão ganhando força. Depois da divulgação do primeiro cartaz, agora é a vez de novas imagens e do primeiro trailer. Inspirado em livro infantil de Maurice Sendak (publicado originalmente em 1963) e dirigido por Spike Jonze (de Quero Ser John Malkovich), o filme narra as aventuras de um garoto travesso, Max, que fica de castigo em seu quarto e acaba sendo transportado para um mundo imaginário que ele mesmo criou: uma misteriosa e vasta floresta conhecida como Wild Things e povoada por criaturas selvagens estranhas e monstros exóticos.

O longa mistura atores reais com animação computadorizada e conta com Forest Whitaker, Paul Dano e Lauren Ambrose no elenco. Já a trilha sonora está a cargo de Karen O., vocalista do Yeah Yeah Yeahs e ex-namorada de Jonze. O elenco conta com Catherine Keener, Benicio Del Toro, Forest Whitaker, Lauren Ambrose, Catherine O'Hara, Tom Noonan, Michael Berry e James Gandolfini.

Onde Vivem os Monstros tem previsão de estreia para 30 outubro de 2009 nos Estados Unidos. Confira o trailer e as imagens abaixo.


(shirley paradizo)

De volta ao país das maravilhas

A Disney divulgou recentemente imagens da nova versão em live-action de Alice no País das Maravilhas, que foram retiradas do site Tim Burton Collective. Uma delas (acima) apresenta a cena em que Alice está prestes a entrar no País das Maravilhas em busca do Coelho Branco (acima). O endereço traz ainda algumas imagens conceituais do universo mágico inspirado no livro homônimo de Lewis Carroll.

O elenco principal conta com a participação de Johnny Depp (da franquia Piratas do Caribe), Helena Bonham Carter (de Sweeney Todd: O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet), Anne Hathaway (de O Diabo Veste Prada), Crispin Glover (de Deu a Louca em Hollywood), Christopher Lee (de A Bússola de Ouro e O Senhor dos Anéis) e Alan Rickman (de Harry Potter e a Ordem de Fênix).

Dirigida por Tim Burton (de A Noiva-Cadáver e A Fantástica Fábrica de Chocolate), o filme está sendo concebido em captura de performance 3D - a mesma técnica que Robert Zemeckis aperfeiçoou em A Lenda de Beowulf - e tem roteiro assinado por Linda Woolverton (de O Rei Leão e A Bela e a Fera).

Alice no País das Maravilhas tem previsão de estreia nos cinemas dos Estados Unidos dia 5 de março de 2010.

(shirley paradizo)

Seu filho vê: George, o Curioso

Na década de 1920, o casal alemão Hans Augusto e Margret Rey passou a fazer do Brasil sua moradia. Quanto mais conheciam o país, mais a dupla se encantava com a diversidade da nossa flora e fauna, sobretudo com os macacos. E foi aqui que nasceram os primeiros esboços do viria a ser a série literária George, o Curioso, protagonizada por macaquinho travesso e simpático que até hoje encanta adultos e crianças no mundo todo. Em 2006, Carol Greenwald e Ellen Cockrill transformaram as páginas dos livros em um longa-metragem e, em seguida, em uma divertida série animada.

Fiel aos propósitos dos criadores do personagem, o desenho mantém o traço, a caracterização e o clima das obras. A cada episódio, George explora tudo que há a seu redor e, graças ao seu desejo insaciável de entender como as coisas funcionam, ele vive aventuras incríveis – levando sempre consigo os pequenos telespectadores a embarcarem em uma verdadeira jornada lúdica de conhecimento e exploração do mundo. O desenho introduz, de maneira simples e divertida, conceitos básicos de matemática, ciência e engenharia.

Além de George, o desenho traz outros personagens, como o o Homem do Chapéu Amarelo (melhor amigo e mentor de George), os irmãos Betsy e Stev, o cozinheiro Chefe Pisghetti, a Professora Wiseman, entre outros. Conheça um pouco mais sobre a série nesta entrevista com Carol Greenwald, com quem conversei em outubro de 2008, época em que o desenho estreava no canal Discovery Kids.

Como George, o Curioso entrou na sua vida?
Eu cresci com meus pais lendo os livros da série para mim e hoje eu os leio para meus filhos, desde que eram muito pequenos. George, o Curioso é uma obra clássica, com histórias muito ricas. Além disso, moro em Boston, Massachusetts, que é onde Margret e Hans Rey se estabeleceram quando se vieram para os EUA. Não os conheci pessoalmente, mas tive contato com os editores originais dos livros e as pessoas que trabalharam para eles. Isso, de uma certa forma, me aproximou mais deles e me fez querer conhecer um pouco mais suas obras.

Então, transformar os livros em uma série de TV sempre foi um sonho?
Eu amo os livros do George e gerações de crianças também. Eles foram publicados por mais de 65 anos e achei que seria uma oportunidade maravilhosa apresentar às crianças essas histórias bem-humoradas no contexto da televisão. E, acima de tudo, eu adoro o personagem em si. Ele é muito curioso, divertido e tem muito a ensinar às crianças, fazendo com que despertem o interesse por ciência, matemática e engenharia.

A série tem já tem cerca de 60 episódios produzidos. Como tirar tudo isso de uma coleção de apenas oito livros?
Os livros ajudaram a definir o mundo de George, mas depois foi preciso expandir um pouco. Para isso, pesquisamos as ilustrações originais e tentamos ler a história escondida em cada linha, imaginando o que os Rey estariam pensando. Assim, encontramos personagens nos planos de fundo, um cocker spanniel em algum lugar; um gato, em outro; o porteiro do edifício... Pegamos todos eles e lhes demos personalidades e papéis mais importantes na série animada, de modo que pudéssemos ter mais personagens para mais histórias.

Em geral, nas animações infatis, os animais falam, andam e têm atitudes de gente. Por que George é diferente?
Margret Rey deixou claro em seu testamento que o personagem nunca deveria falar. Ela queria que ele permanecesse o mais parecido possível com um macaco e que não fosse se tornando cada vez mais humano. Nossa equipe acredita que essa decisão faz com que George seja único e permite que brinquemos com a comunicação não-verbal.

O desenho foi desenvolvido em animação tradicional. Em tempos de tecnologia 3D, você não acha que desenhos tradicionais chamam menos a atenção?
Bem, primeiro não temos planos de fazer a série em 3D, pelo menos neste momento, porque ela funciona perfeitamente em 2D. Nosso objetivo é manter a experiência proporcionada pelos livros. Acreditamos que a animação tradicional é a melhor forma de conexão com os livros, que continuam muito populares há mais de meio século e que resistiram ao tempo e a outros estilos e modismos passageiros. Além disso, nossa audiência vem respondendo muito bem a esse tipo de animação – por mais que eles gostem de novos visuais e técnicas, eles também gostam do jeito tradicional de narrativa. Acreditamos que há muito espaço para ambos.

Exibição: segunda a sexta, 7h e 13h30, Discovery Kids

Indicação: a partir de 2 anos

(shirley paradizo)

quarta-feira, 25 de março de 2009

Um herói do futuro

E para não perder o embalo, aqui vai mais um vídeo. Agora foi a vez da Imagi liberar o trailer de seu próximo animado nos cinemas, Astro Boy. Ambientado na cidade furística Metro City, o filme acompanha as aventuras e desventuras de um jovem robô com poderes incrívies. Astro Boy foi criado por cientista com a finalidade de substituir seu filho que morreu. Apesar das inúmeras tentativas, ele não consegue atender às expectativas do pai e embarca em uma jornada em busca de aceitação, deparando em um submundo povoado por robôs gladiadores.

O personagem foi inspirado em mangá criado pelo mestre Osamu Tezuka, no início dos anos de 1950. O jovem herói também protagonizou três séries animadas para a TV, além de ser uma das criações licenciadas mais importante no meio publicitário. O time de dubladores conta com Kristen Bell (da série Heroes), Nicolas Cage (de Motoqueiro Fantasma) e Donald Sutherland (de Pergunte ao Pó).

Astro Boy tem estreia prevista para 25 de dezembro no Brasil. Confira o trailer abaixo e aproveite para dar uma olhada também no novo pôster (acima).



(shirley paradizo)

Direto da pré-história

Definitivamente, hoje é o dia dos trailers. Desta vez, trata-se da terceira aventura do mamute Manny e sua turma. Dirigido pelo brasileiro Carlos Saldanha (que foi co-diretor no primeiro longa e diretor no segundo), Ice Age 3: Dawn of the Dinosaurs (em tradução livre, A Era do Gelo 3: Terra dos Dinossauros) coloca os heróis pré-históricos em enrascadas que envolvem um esquilo fêmea e répteis gigantes extintos milhões de anos antes do primeiro filme da série. A estreia do animado está prevista para o dia 1º de julho de 2009 em todo o país. Confira o trailer abaixo.



(shirley paradizo)

Outra jornada nas estrelas

Há pouco de um mês de sua estreia nos cinemas, os produtores de Star Trek 11 revelaram uma imagem bem na qual pode-se ver de um ãngulo melhor a nave U.S.S. Enterprise. A trama do 11° filme inspirado na série Jornada das Estrelas apresenta os personagens ainda mais jovens. Quando os romulanos decidem voltar no tempo para assassinar o comandante da nave, James T. Kirk (Chris Pine, de O Diário da Princesa 2: Casamento Real), o Dr. Spock pede ajuda para sua versão mais jovem (Zachary Quinto, o vilão Sylar do seriado Heroes) e para a tripulação da Enterprise clássica.

O elenco ainda conta com Simon Pegg (de Maratona do Amor), Wynona Rider (de A Herança de Mr. Deeds), Zoel Saldana (de Ponto de Vista), Jonh Cho (de Madrugada Muito Louca), Karl Urban (de A Supremacia Bourne), Eric Bana (de Hulk), Anton Yelchin (de Alpha Dog) entre outros. A nova produção também vai contar com Leonard Nimoy, o Spock da versão original. A direção está nas mãos de J.J. Abrams (criador das séries Lost e Fringe) e o roteiro é de Roberto Orci e Alex Kurtzman, os mesmos da franquia Transformers.

Star Trek 11 tem lançamento previsto para 8 de maio de 2009.

(shirley paradizo)

Cineastas aventureiros

O site oficial do aventureiro Tintin disponibilizou um vídeo bem interessante "protagonizado" por Peter Jackson e Steven Spielberg, que vão levar para as telonas a versão cinematográfica do personagem criado pelo cartunista belga Hergé (confira aqui). Originalmente exibido em Angoulême, em janeiro deste ano, o vídeo traz os diretores comentando sobre a nova produção e vestidos a caráter: com chapéus e guarda-chuvas iguais aos dos detetives Dupond e Dupont. Os cineastas brincam com o fato de o jovem repórter do filme terá uma barba longa e cabelos brancos, uma imagem mais coerente com os 80 anos do personagem.

A dupla ainda se mostrou entusiasmada com a abertura do Museu Hergé, que vai acontecer em maio deste ano. Recentemente, Spielberg finaliazou a captura de movimentos (motion capture), processo que levou 32 dias, para o primeiro episódio, Tintin e o Segredo do Licorne.

As Aventuras de Tintin do cinema será uma triologia protagonizada por Jamie Bell, conhecido pelo ótimo Billy Elliot. Daniel Craig (o atual James Bond) vai interpretar o pirata Rackham, o Terrível. Toby Jones (de HellBoy), e Mackenzie Crook (de Piratas do Caribe) também estão no elenco, assim como Andy Serkis (de Capitão Haddock), Simon Pegg e Nick Frost (como a dupla Dupont e Dupond). O diretor Steven Spielberg vai produzir e dirigir dois dos três filmes protagonizado pelo personagem. O segundo vai contar com a batuta de Peter Jackson (de King Kong e O Senhor dos Anéis) e o terceiro será feito uma pareceria entre os dois cineastas.

O jovem repórter aventureiro e seu inseparável cachorro Milu apareceram pela primeira vez em 10 de janeiro de 1929, no Le Petit Vingtième, um suplemento do jornal Le Vingtième Siècle destinado aos jovens e posteriormente acabou ganhando uma série animada.

(shirley paradizo)

Herói de ferro animado

A nova série animada inspirada em quadrinhos protagonizados pelo Homem de Ferro ganha mais um teaser trailer. Em Iron Man: Armored Adventures, Tony Stark é um típico estudante, pelo menos na aparência. Ele secretamente desenvolve a armadura perfeita que substituirá todos os veículos. Depois de um acidente aéreo que vitima seu pai, Tony se fere e é obrigado a usar a armadura para substituir alguns de seus órgãos vitais. Tony Stark se torna o Homem de Ferro. Como chefe de uma corporação multinacional, ele usa a armadura para confrontar aqueles que usam tecnologia para o mal.

A animação, produção da francesa Method Films, tem 26 episódios encomendados e começa a ser exibida no Nicktoons americano no dia 24 de abril.



(shirley paradizo)

Novas aventuras

A Disney divulgou mais uma imagem (acima) e um trailer de Up - Altas Aventuras. O décimo longa-metragem de animação da história da Pixar conta a história de de Carl Fredricksen, um senhor idoso que passou toda a sua vida sonhando em explorar o planeta e viver plenamente a vida. Porém, aos 78 anos de idade, o vendedor de bexigas acha que a oportunidade para realizar seu desejo parece ter passado por ele até que uma reviravolta do destino e um persistente explorador da natureza de 8 anos chamado Russell lhe dão uma segunda chance na vida.

A partir daí, a dupla encara uma grande aventura a bordo de uma casa "voadora". Com a direção de Pete Docter (de Monstros S.A.) e Bob Peterson (desenhista dos dois Toy Story e co-roteirista de Procurando Nemo), o longa-metragem de animação foi concebido em Disney Digital 3D e está previsto para estrear em 4 de setembro nos cinemas brasileiros. Confira o vídeo abaixo, que tem exclusividade do Cinepop.



(shirley paradizo)

Maratona: Família da Pesada

A matriarca da família Giffin ganha um especial só para ela, no qual serão exibidos seis episódios consecutivos da série Uma Família da Pesada, permitindo que os telespectadores conheçam muito mais da encantadora Lois Giffin. Lois é esposa de Peter Griffin e mãe de Meg, Chris e Stewie. Dona de casa moderna, ela sempre encontra tempo para cozinhar, limpar, correr, fazer compras, dar aulas de piano e evitar as constantes tentativas de assassinato de seu filho Stewie, um bebê que vive planejando uma forma de acabar com ela. No entanto, o amor de uma mãe vai mais além e Lois não percebe as intenções matricidas do garoto, atribuindo seu habitual mau humor a simples excentricidades.

Lois vem da rica família Pewterschmidt e deixou de lado uma vida de privilégios para se casar com Peter. É uma mulher muito atraente, exímia pianista e cantora. Diferente do retrato das mães de comédias de TV, representada como os membros mais abnegados e íntegros de suas famílias, a moralidade de Lois é questionada em muitas ocasiões, já que por diferentes motivos ela aceitou subornos, falsificou dinheiro, usou drogas e sofreu um breve período de cleptomania que a levou a roubar até mesmo um escapamento.

Criada por Seth MacFarlane em 1999, Uma Família da Pesada mostra com humor ácido as irreverentes aventuras de Peter Griffin (voz de MacFarlane) e sua adorável esposa Lois (Alex Borstein), que luta, em vão, para manter o mínimo de normalidade em casa. O que não é nada fácil quando se tem três filhos para educar: a adolescente de 16 anos Meg (Mila Kunis, de That '70s Show), que só pensa em fazer plástica nos lábios e conseguir um par para o baile de formatura; o garoto de 13 anos Chris (Seth Green, de Buffy, a Caça Vampiros), que é preguiçoso por natureza; e o pequeno Stewie (MacFarlane), um bebê de apenas um ano com uma mente diabólica que só pensa em dominar o mundo. Há ainda o cachorro falante Brian (MacFarlane), que prefere seus martínis à sua ração para cachorros e é o mais intelectual da família.

Exibição: dia 25, quarta, 21h, FX

Indicação: a partir de 14 anos

(shirley paradizo)

terça-feira, 24 de março de 2009

Eles querem Obama!

Os produtores de Os Simpsons estão fazendo de tudo para que Barack Obama, o atual presidente dos Estados Unidos, aceite participar da série, emprestando a voz à sua versão em desenho animado. Se Obama resolver realmente visitar Springfield e seus habitantes, ele será o primeiro presidente a ter aparecido no seriado enquanto exercia o cargo. “Nós adoraríamos ter Barack em nosso show”, afirmaram os produtores executivos James L. Brooks e Al Jean. “Nenhum presidente aceitou até hoje, mas nós vamos continuar tentando. Estamos fazendo o máximo possível.”

Eles também querem ter na série uma participação do comediante britânico Russell Brand, astro do filme Ressaca de Amor. “Seria ótimo escrever um episódio que envolvesse Russell”, disse Al Jean. E não é só isso: os produtores também esperam conseguir uma aparição do ex-presidente George W. Bush, que já deu as caras no seriado, mas recusou-se a dublar sua voz.

(shirley paradizo)

Tempestade de comida

A Sony - responsável pelos animados O Bicho Vai Pegar e Tá Dando Onda - divulgou o primeiro trailer oficial da animação Tá Chovendo Hambúguer (Cloudy With A Chance of Meatballs). Inspirado em livro infantil de Judi Barrett e Ron Barrett, conta a história de Flint, que desde criança sonha em ser um grande inventor. O problema é que suas criações são um tanto diferentes. Certo dia, ele tenta acabar com a fome no mundo e cria uma enorme confusão na pequena cidade Chewandswallow.

A máquina que inventou para transformar água em comida sai do controle e começa a fazer chover sopa, criar tempestades de hambúrguer e nevar purê de batatas. O cientista só não imaginava que isso iria causar um problema de proporções globais.

Tá Chovendo Hambúguer tem estreia marcada para 18 de setembro nos EUA. Confria o trailer abaixo.


(shirley paradizo)

Especial: Legendas em 3D, um problema?

Esses dias "viajando" de blog em blog e de site em site, encontrei esse texto publicado no Uol Cinema sobre os problemas que os distrubuidores e exibidores andam tendo para colocar as legendas em produções realizadas em tecnologia 3D. Eu, confesso, não sou uma das adeptas dessa tecnologia, pois me incomoda um pouco assistir a um filme com elementos saindo da tela e me tirando a atenção daquilo que realmente me interessa na sala escura: o filme. Pior ainda foi a tentiva de se colocar legendas tridimensionais, flutuantes. Mais elementos para me tirar a atenção e me causar um bocado a mais de dor de cabeça! Bem, definitivamente, não estou prearada para aceitar esse novo mundo cinematográfico. Talvez esteja na hora de eu rever meus conceitos... Vamos ao artigo.

Em Bolt – Supercão, as vozes originais dos heróis eram de John Travolta e Miley Cyrus. Em Coraline, Dakota Fanning emprestou a voz à menina rebelde. As duas recentes animações e também o filme de terror Dia dos Namorados Macabro puderam ser assistidos em uma das 34 salas de cinema do país que disponibilizam para o público a tecnologia 3D. Mas quem esperava ouvir as versões originais dos filmes nessas salas se decepcionou: todas tinham cópias dubladas.

A falta de filmes 3D em suas versões originais não está relacionada necessariamente a uma preferência do público, mas a questões técnicas que impedem, por enquanto, a legendagem dos filmes. Segundo distribuidores e exibidores ouvidos pelo portal UOL Cinema, a maior barreira para o uso de legendas é o risco de comprometer a "imersão" do público, um dos grandes trunfos do uso de 3D nos cinemas.

Consultada por e-mail, a empresa RealD, responsável por uma das tecnologias de projeção 3D mais comuns nos cinemas, diz que muitos testes já foram feitos e que a legendagem de filmes 3D é, sim, possível, mas requer tratamento especial. Para um resultado de qualidade, ela teria que fazer parte da pós-produção do filme, utilizando a mesma tecnologia, o que demandaria tempo e custaria caríssimo, segundo a empresa, sem precisar valores.

Por enquanto, as legendas em filmes 3D já foram propostas de duas maneiras, segundo o gerente de tecnologia do Cinemark Brasil, Luciano Silva. Em uma delas, é exibida uma legenda tridimensional – que flutua na tela assim como um machado que voa na direção do público. “Mas focar a todo o momento em um elemento que faz parte do 3D causou náuseas no público em testes feitos no exterior”, diz Silva. O mesmo não acontece nos filmes convencionais, já que as imagens do filme e das legendas estão no mesmo plano.

Outra opção já testada é projetar as legendas convencionais sobre uma tarja preta na parte inferior ou superior da tela. Silva explica que essa alternativa, usada por exemplo em trailers de Beowulf, resolve em parte a questão do mal estar, mas acaba com a sensação de "imersão".“Assistir a um filme em 3D com legendas seria como dirigir em uma estrada olhando sempre para placa do caminhão na sua frente”, compara Adhemar Oliveira, sócio das redes Espaço Unibanco e Unibanco Arteplex. “O filme 3D é feito para dar uma inserção virtual em uma realidade tridimensional, e as legendas ainda não combinam com esse conceito”, diz.

Jorge Peregrino, presidente do Sindicato dos Distribuidores do Rio de Janeiro, diz que não é possível prever quando uma solução será encontrada, mas que já existe um grupo de engenheiros dos estúdios tentando achar uma saída. “Uma boa solução será criada, é apenas uma questão de tempo”, diz Peregrino, que também é vice-presidente da Paramount da America Latina. “Ainda não dá para arriscar pegar um produto que custa caríssimo para fazer, que é um filme 3D, e acrescentar algo que compromete qualidade final”, diz.

Preconceito contra a dublagem
Se a dublagem dos filmes desanima quem está acostumado com as legendas, ela pode agradar a uma considerável parcela dos frequentadores de cinema. No fim do ano passado, uma pesquisa encomendada pelo Sindicato dos Distribuidores do Rio de Janeiro mostrou que 56% dos frequentadores de cinemas preferiam filmes dublados, contra os 37% que preferiam as legendas. “Há um preconceito no Brasil em relação à dublagem, e parece mais uma avaliação imposta por uma determinada camada. Hoje, nos grandes lançamentos com cópias dubladas e legendadas, tem crescido assustadoramente o volume de público nas cópias dubladas”, diz Adhemar Oliveira.

Até o final do ano, cerca de dez novos filmes devem ser exibidos nas salas 3D do país, que devem aumentar em número apesar dos reflexos da crise econômica, segundo Peregrino. Entre os lançamentos, estão animações como Monstros vs. Aliens e Madagascar 3 e também o filme teen Jonas Brothers 3D - todos têm como principal público as crianças e adolescentes. Mas as produções live-action (com atores reais) em 3D também vão se tornar cada vez mais comuns. Um dos lançamentos mais esperados de 2009 é o filme de ficção Avatar, que será feito em 3D e marcará o retorno de James Cameron à direção de um longa de ficção 12 anos depois de Titanic. Aí, o público que é fã das legendas pode começar a se incomodar.

* texto publicado originalmente no site uol cinema

Mais histórias de monstros...

O cineasta Sam Fell, diretor de O Corajoso Ratinho Despereaux, já está envolvido em um novo projeto. De acordo com a revista especializada Variety, o diretor vai levar para as telas de cinemas a a adaptação do livro Demonkeeper, de Royce Buckingham. A produção, que mescla animação e atores reais, será roteirizada por Laeta Kalogridis, cujos trabalhos mais recentes incluem contribuições para Martin Scorsese (Shutter Island) e James Cameron (Battle Angel).

A história de Demonkeeper se passa em Seattle, nos Estados Unidos, e traz um garoto que tem de tomar conta de uma casa repleta de demônios. Após sair para um encontro, ele retorna a seu lar e descobre que garotos o invadiram, soltando um terrível monstro mais perigoso que caça crianças perdidas. O filme ainda não tem previsão de lançamento.

(shirley paradizo)

Estante: Hellboy 2 - O Exército Dourado

O diretor mexicano Guilherme Del Toro parece ter mesmo uma forte queda por criaturas estranhas. O gosto pelo esquisito já lhe rendeu bons frutos nos cinemas, entre eles o premiado O Labirinto do Fauno (2006) e o sucesso de bilheteria Hellboy (2004). Em Hellboy 2: O Exército Dourado, que chega em DVD duplo (R$ 39,90, Universal), o cineasta revisita o universo fantástico do personagem em quadrinhos de Mike Mignola. O vermelhão (Ron Perlman), Liz Sherman (Selma Blair) e Abe Sapien (Doug Jones) seguem trabalhando para a Agência de Pesquisa e Defesa Paranormais. Apesar dos avisos de seu chefe, Tom Manning (Jeffrey Tambor) para não chamar a atenção, Hellboy sempre dá um jeito de ser flagrado pela TV.

A brincadeira chega ao fim quando o príncipe elfo Nuada (Luke Gross) emerge do submundo para reivindicar o lugar de seu povo na superfície e ressuscitar o indestrutível exército Dourado, instaurando o caos na Terra. No caminho, todo um mundo de seres bizarros vêm à tona, com direito a passeios no mercado dos trolls, confronto com pequenas criaturas comedoras de gente, lutas com globins e interrogatórios com seres terríveis disfarçados de inocentes velhinhas.

Como não bastasse, o herói ainda tem de aprender a lidar com suas oscilações de humor e a gravidez de Liz, que ameaça abandoná-lo. As brigas familiares mostram que nem só os “vilões” podem ser assustadores. Os “mocinhos” também têm sua cota de esquisitisses. Mas Del Toro sabe como ninguém separar as fronteiras do “bem e do mal”, delineando cada personagem para que não haja dúvida sobre à qual lado eles pertencem. Afinal, como todo filme de super-heróis, há os salvam o mundo e os que tentam destruí-lo.

Extras: Disco 1 - Visitas ao set; Comentários do filme com o diretor Guillermo del Toro e Anotações do diretor. Disco 2 - Hellboy: a serviço do diabo; Oficina de produção - Introdução - O teatro do professor Broom; Galeria com Mike Mignolia - criador de Hellboy; Passeio pelo mercado Troll; Epílogo de Zinco e Cenas excluídas com comentários opcionais de Guillermo del Toro.

(shirley paradizo)

segunda-feira, 23 de março de 2009

Editorial: Hora do planeta

Pela primeira vez, o Brasil e a cidade de São Paulo vai participar do Hora do Planeta, ato simbólico contra o aquecimento global liderado por aqui pelo WWF-Brasil. No dia 28 de março, sábado, as luzes dos principais ícones da maior cidade da América Latina serão apagadas por uma hora, das 20h30 às 21h30. Na ocasião, o apagar das luzes vai "atingir" a Ponte Estaiada, o Monumento às Bandeiras, o Viaduto do Chá, o Estádio do Pacaembu, o Teatro Municipal, o Obelisco e o Parque do Ibirapuera. “Ao aderir à Hora do Planeta, mesmo em um momento de crise econômica global, São Paulo mostra que o centro financeiro do país também está preocupado com a questão ambiental”, afirma Álvaro de Souza, presidente do Conselho Diretor do WWF-Brasil. “Afinal, as soluções para estes dois desafios atuais devem andar juntas”, explica.

Além dos monumentos públicos, instituições da cidade, como o Edifício Copan, o Instituto Butantan e o MAM (Museu de Arte Moderna), já anunciaram a sua participação e apagarão as suas luzes externas no próximo dia 28 de março, bem como prédios comerciais como World Trade Center, o Sheraton Hotel e a sede da Vivo, todos na região da avenida Berrini. Outras 27 cidades do país também aderiram ao movimento, entre elas Rio de Janeiro (RJ), Brasília (DF), Porto Alegre (RS), Curitiba (SC) e Castro Alves (BA), além do estado do Amazonas.

A Hora do Planeta começou em 2007, na cidade australiana de Sidney. Na época, 2,2 milhões de habitações e empresas desligaram as suas luzes por uma hora. Apenas um ano depois é que o evento se transformou no movimento global para a sustentabilidade que é hoje, com a participação de cerca de 100 milhões de pessoas - são mais de 1.800 cidades em 81 países. Desde então, grandes marcos mundiais, como a ponte Golden Gate, em São Francisco (EUA), o Coliseu de Roma, na Itália, e o painel publicitário da Coca-Cola em Times Square (Nova York, EUA), ficam às escuras como uma espécie de protesto por uma causa que se torna mais urgente a cada hora que passa.

Qualquer pessoa, cidade ou empresa pode aderir à Hora do Planeta. Basta se cadastrar no site da WWF-Brasil e apagar as luzes das 20h30 às 21h30, no dia 28 de março. Uma horinha em prol de um desenvolvimento justo e sustentável.

(shirley paradizo)

* fonte: wwf-brasil

South Park satiriza heróis do cinema

O desenho para adultos South Park decidiu parodiar em um mesmo episódio os filmes The Spirit, Watchmen e Batman - O Cavaleiro das Trevas, três recentes sucessos do cinema. Batizado de The Coon, traz uma abertura que o início de Watchmen, na qual o personagem Cartman faz a voz de Rorschach. Mas talvez as cenas mais divertidas são as que Cartman satiriza o Homem-Morcego na delegacia e o desfecho, que lembra o final de Cavaleiro das Trevas. No começo deste ano, a série animada satirizou o grupo Jonas Brothers e fez um episódio com sua versão da vitória do democrata Barack Obama na disputa presidencial americana.

Voltado para o público adulto, a série animada gira em torno de um grupo de crianças de 9 anos que vivem em uma estação de esqui do Colorado e provoca polêmica desde sua estréia, em 1997, tendo satirizado celebridades, políticos, religião, casamento entre gays e Saddam Hussein. O animado já bateu alguns recordes de uso de palavrões, criou polêmica com diversas religiões (da cientologia ao islamismo e cristianismo) e já foi retirado do ar em países como Rússia e Filipinas, além de receber protestos quase periódicos nos EUA. No Brasil, o animado é exibido no canal VH1. Confira o episódio aqui.

(shirley paradizo*)

* fonte: folha online

História de dragão

A DreamWorks divulgou recentemente imagens conceituais e a sinopse oficial da animação em CGI How to Train Your Dragon (em tradução livre, Como Treinar seu Dragão). Baseado no livro infantil de Cressida Cowell, o longa conta a história do filho de um chefe viking que terá que capturar um dragão para conseguir ser iniciado na hierarquia da tribo.

A direção está nas mãos de Lorna Cook (de Spirit - O Corcel Indomável) e David Soren (de Os Sem-Florestas), enquanto Will Davies entra como responsável pela criação do roteiro. O animado tem previsão de estreia nos cinemas americanos no dia 20 de novembro. Confira a sinopse e as imagens abaixo.

How to Trais Your Dragon é uma aventura cômica que se passa em um mundo mítico de Vikings corpulentos e ferozes dragões. A história gira em torno de um adolescente magricela que vive na ilha de Berk, onde combater dragões é um modo de vida. O dia de sua iniciação está chegando e essa é a sua única chance de provar seu valor para a tribo e para seu pai. Mas quando ele se torna amigo de um dragão preguiçoso e desajeitdo, seu mundo vira de cabeça para baixo.”


(shirley paradizo)

O rei dos monstros

Depois de ter sua produção adiada por quase dois anos, Onde Vivem os Monstros finalmente ganhou seu primeiro cartaz. Dirigido por Spike Jonze (de Quero Ser John Malkovich), o filme tem como fonte de inspiração o popular livro infantil de Maurice Sendak (publicado originalmente em 1963) sobre um garoto travesso, Max, que fica de castigo em seu quarto. Sem ter o que que fazer, ele começa a imaginar uma floresta povoada por criaturas selvagens estranhas e monstros exóticos, onde ele é rei.

A trilha sonora está a cargo de Karen O., vocalista do Yeah Yeah Yeahs e ex-namorada de Jonze. O elenco conta com Catherine Keener, Benicio Del Toro, Forest Whitaker, Lauren Ambrose, Catherine O'Hara, Tom Noonan, Michael Berry e James Gandolfini. Onde Vivem os Monstros tem previsão de estreia para 30 outubro de 2009 nos Estados Unidos.

(shirley paradizo)

Catherine Hardwicke em nova produção

Depois de anunciar que não iria continuar a comandar a saga de Crepúsculo, Catherine Hardwicke revelou que já está em um novo projeto. A diretora e a Columbia Pictures estão trabalhando na versão cinematográfica de Maximum Ride, inspirada em série de cinco livros escrita por James Patterson e ainda inédita no Brasil. A trama é centrada nos Flock, um grupo de seis adolescentes geneticamente modificados.

Max, Fang e Iggy, de 14 anos, Nudge de 11, Gasman, de 8, e Angel, de 6, nasceram com 98% do genoma humano e 2% de DNA de pássaros, como resultado de uma experiência, tornando-os metade humano e metade pássaro. Depois de aprenderem a voar, eles escapam do laboratório onde estavam presos e acabam sendo perseguidos pelos Erasers, uma mistura de homem com lobisomem.

Já o longa, roteirizado por Don Payne (de Quarteto Fantástico e o Surfista Prateado), vai mostrar o momento em que o grupo se escapa do tal laboratório e aprende a usar suas asas para descobrir sua verdadeira história. A estreia do filme está prevista para 2010.

(shirley paradizo)

Literatura: O Livro do Tempo - A Pedra Esculpida

Uma pedra misteriosa, um livro mágico, uma moeda antiga e um jovem que percorre os momentos mais fantásticos da História em busca do pai são alguns dos ingredientes da saborosa trama do primeiro volume da série O Livro do Tempo: A Pedra Esculpida (R$ 29, Galera Record). Depois de esperar pelo retorno do pai por 12 dias, que desapareceu sem deixar vestígios, Sam tem certeza de que algo está muito errado. O garoto começa a investigar o desaparecimento e encontra um livro antigo e uma pedra esculpida que o fazem viajar no tempo.

Mas ele não é um mero espectador nessa jornada: Sam salva tesouros de uma aldeia de monges atacada por vikings, ajuda um major da infantaria francesa durante um bombardeio na Primeira Guerra Mundial, desvenda uma conspiração no tempo dos faraós, ajuda um velho pintor na bela Bruges do século XV e viaja até o palácio do sanguinário conde Drácula. A cada pulo que dá no tempo, Sam retorna mais forte e mais sábio e mais confiante em si próprio.

Estreia do professor francês Guillaume Prévost na literatura infanto-juvenil, A Pedra Esculpida é um sucesso na França, com milhares de exemplares vendidos. Com uma narrativa intricada, cheia de suspense e muito bem desenvolvida, o livro merece um destaque na sua estante. Mas, prepare-se, pois essa obra, com certeza, vai causar algumas noites de insônia. É impossível parar de ler até se chegar ao útlimo parágrafo. Uma pena que a continuação dessa história esteja demorando tanto para aterrissar por aqui! Confira abaixo outros títulos da saga.


O Livro do Tempo: As Sete Moedas - a jornada de Sam Faulkner em busca do paradeiro do pai continua. Neste segundo volume da série, ele descobre que o pai está preso no castelo de Vlad Tepes, mas não pode salvá-lo sem as sete moedas que o levarão direto à época e ao local correto. Em uma jornada emocionante, Sam navega pelo tempo à procura da moeda que o levará até seu pai. Passando pelo oráculo de Delphi, Pompeia e até mesmo pela Chicago de 1932, o garoto, acompanhado de perto por sua prima Lilly, viverá uma aventura inesquecível e perigosa, ficando frente a frente com o passado e seu maior poder: interferir no amanhã.

(shirley paradizo)

sábado, 21 de março de 2009

Meu querido Bambi

O ator Kiefer Sutherland afirmou que a animação Bambi (1942), de Walt Disney, marcou sua infância e despertou seu amor pelo cinema. A declaração foi dada durante a entrevista coletiva do filme Monstros vs. Alienígenas realizada em Los Angeles, na sexta-feira, dia 20. O astro que vive o implacável agente Jack Bauer, da série televisiva 24 Horas revelou que assistiu ao animado pela primeira vez aos 7 anos e que, "apesar de chorar", ficou com "vontade de mais" quando acabou a aventura do pequeno animal.

"Uma história apaixonada e contada de forma bela, foi a porta para o meu amor pelos filmes", confessou. Ele continua dizendo que "Bambi foi o filme da minha geração e ainda é difícil de achar um mais dramático que esse: a mãe morre no primeiro ato, o processo de crescer, se apaixonar, conhecer seu pai e enfrentar o grande desafio de salvar a floresta e triunfar".


Em Monstros vs. Alienígenas, Sutherland empresta sua voz ao personagem general W.R. Monger. O ator falou ainda sobre a experiência de trabalhar em animação, um terreno diferente para ele, e disse que isso ajudou-o a lembrar do começo de sua carreira, na escola de teatro. "Voltou a me dar a ideia de atuar de forma diferente, não especificamente para este filme, mas me dar conta de que quando 24 Horas terminar, posso fazer um personagem completamente diferente, me lembrou de que isso era uma opção e foi libertador em muito sentidos", disse. "Odiaria pensar que sou completamente limitado", declarou, e não descartou participar de uma comédia no futuro, embora "com um papel pequeno". "Isso seria divertido", acrescentou.

Dirigido por Conrad Vernon e Rob Letterman, Monstros vs. Alienígenas reinventa os filmes de desastres e monstros dos anos 50 como uma comédia de ação animada. Nela, uma equipe de monstros precisa defender a Terra de um ataque alienígena. São eles o brilhante inseto Dr. Barata (voz de Hugh Laurie), o meio-macaco meio-peixe Missing Link (Will Arnett), o gelatinoso B.O.B. (Seth Rogen), o indescritível bicho de 100 metros de altura chamado Insectosaurus (Rainn Wilson) e a garota gigante Susan Murphy (Reese Whiterspoon). O desenho está previsto para estrear no dia 3 de abril nos cinemas nacionais.

(shirley paradizo*)

* fonte: portal G1 (da Efe)